terça-feira, 26 de Março de 2019

Notícias

In:

Assembleia aprova criação da Frente Parlamentar da Cadeia Produtiva do Leite

Por Assessoria

Deputado estadual Inácio Loiola (Crédito da foto: Vinícius Firmino)

O plenário da Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas aprovou agora a tarde requerimento que cria a Frente Parlamentar da Cadeia Produtiva do Leite do Estado de Alagoas, de autoria do deputado estadual Inácio Loiola (PDT). O objetivo da Frente Parlamentar da Cadeia Produtiva do Leite é discutir e propor soluções para fortalecimento do setor a partir do aprimoramento da legislação estadual, melhoria da infraestrutura, acesso às novas tecnologias, valorização da matéria-prima do leite na fazenda e dos incentivos do Governo do Estado sobre a matéria.

O deputado estadual diz ainda que é preciso políticas públicas direcionadas para estímulo ao produtor de leite alagoano, porque o segmento é bastante representativo para a economia alagoana, com a geração de emprego e renda.

“Mais de 70% das propriedades rurais que vivem da atividade leiteira são constituídas por pequenos produtores abaixo de 100 litros/dia. É um setor especial para nossa economia sertaneja”, disse Inácio.

Ele está confiante que o debate na ALE, com o apoio dos parlamentares, das entidades, como a Cooperativa dos Produtores de Leite (CPLA), das instituições de pesquisas ligadas ao setor rural possa criar caminhos para impulsionar a produção, garantir a comercialização e proporcionar condições de vida digna para o homem do campo, como a criação de novos programas que contemplem a aquisição do leite.

Uma das medidas urgentes, lembra o parlamentar, é a união dos Governos do Estado e Federal na definição e regularização do Programa do Leite que tem finalidade social na cidade e no campo, e encontra-se com um débito junto aos produtores e na iminência de ser suspenso no Estado em razão da falta de pagamentos. Os produtores alagoanos garantem a distribuição de mais de 40 mil litros de leite por dia para 80 mil famílias. Explico: na cidade, com a distribuição de quase 50 mil litros de leite para as famílias carentes; na zona rural, com uma remuneração justa ao produtor de leite.

Igualmente, discutiremos a infraestrutura utilizada pela Cadeia Produtiva do Leite em Alagoas, como a ampliação da oferta de água por parte da Companhia de Saneamento de Alagoas (CASAL), forma de utilização das águas do Canal do Sertão, o melhoramento das estradas para o escoamento da produção, além da otimização de energia solar.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com