segunda-feira, 16 de julho de 2018

Notícias

In:

Peter Sagan vence quinta etapa da Volta da França, mas Avermaet segue na ponta

O eslovaco Peter Sagan venceu nesta quarta-feira a quinta etapa da Volta da França, disputada entre Lorient e Quimper, no percurso de 204,5 quilômetros, marcado por subidas e descidas. Na véspera da disputa, o ciclista já havia dito que deveria ter mais sucesso nesta prova do que na do dia anterior, que tinha traçado mais plano, e que ele deixou escapar a vitória nos metros finais.

Sagan, três vezes campeão do mundo, chegou ao segundo triunfo nesta edição da competição e vestiu a camisa verde, dada ao líder da disputa por pontos. Mas na Volta da França, a camisa mais valiosa é a amarela, que fica com o ciclista que tem menos tempo no somatório das disputas. E ela continua com o belga Greg Van Avermaet, que terminou em sétimo lugar nesta quarta-feira.

O italiano Sonny Colbrelli terminou na segunda posição ao ter sido superado por Sagan em um sprint nos metros finais. O belga Philippe Gilbert fechou o pódio da quinta etapa também colado nos dois primeiros colocados. O espanhol Alejandro Valverde foi o quarto. O francês Julian Alaphilippe foi o quinto e o irlandês Daniel Martin terminou na sexta colocação.

“Tive um pouco de sorte porque o Colbrelli se aproximou, mas não teve tempo para me alcançar. Antes, o Gilbert se lançou ao ataque. Mas o sprint de Avermaet que vinha mais atrás no final chamou a atenção dele e acabou beneficiando a mim e ao Colbrelli”, analisou Sagan. “Hoje estavam menos pontos em jogo do que o normal, acho que eram 30, mas é melhor que nada. Amanhã será outro dia”, prosseguiu.

Foi a décima vitória de Sagan, de 28 anos, na Volta da frança, que o deixa entre os quatro ciclistas que mais venceram na competição. Ele só é superado pelo britânico Mark Cavendish (30) e pelos alemães Marcel Kittel (14) e André Greipel (11).

Van Avermaet, vestirá novamente a camisa amarela na disputa desta quinta-feira, que acontecerá entre Brest e o Muro da Bretanha, em um trajeto de 181 quilômetros. A prova passa a ter mais desníveis na segunda metade e tem uma subida elevada nos metros finais, o que deve favorecer novamente Sagan.

Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com