domingo, 19 de agosto de 2018

Notícias

In:

Jair Ventura descarta pedir demissão no Santos: ‘Aqui não tem covarde’

Cobrado pela torcida em razão do péssimo momento do time e também pressionado por ver o Santos na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o técnico Jair Ventura descartou a possibilidade de sair do Santos nesse momento. Após o time perder por 2 a 0 para o Atlético Paranaense, na noite de quinta-feira, na Arena da Baixada, o técnico garantiu ter o respaldo da diretoria e rejeitou veemente a possibilidade de pedir demissão, além de garantir que vê a equipe em condições de empreender uma reviravolta.

“Não vou (pedir demissão). Sei que meu elenco vai dar uma resposta melhor como demos em todas as outras competições. Acabei de conversar com o vice-presidente e ele confia no trabalho a longo prazo. E o Santos aposta nisso. Não tem ninguém covarde aqui para pedir demissão”, afirmou, em entrevista coletiva após o duelo válido pela oitava rodada do Brasileirão.

Jair está à frente do Santos desde o início da temporada, período em que não conseguiu dar ao time uma regularidade de atuações. Sob o seu comando, a equipe está garantida nas oitavas de final da Copa Libertadores e nas quartas de final da Copa do Brasil, mas caiu nas semifinais do Campeonato Paulista e agora figura na zona de rebaixamento do Brasileirão.

Com seis pontos somados em sete jogos, um a menos do que os principais concorrentes, o Santos é o 18º colocado no Brasileirão e passa por péssimo momento. Nesta quinta-feira, completou o quinto compromisso por torneios diferentes sem vitórias e atingiu o quarto duelo consecutivo sem marcar gols. E o time também perdeu os quatro jogos que fez como visitantes no torneio.

Embora reconheça a irritação da torcida, Jair tentou tecer elogios ao desempenho santista na derrota para o Atlético-PR, mas admitiu incômodo com o momento do time, que voltará a jogar no domingo, na Vila Belmiro, contra o Vitória.

“Tivemos mais posse, mais chances, mas não fizemos o gol. A torcida não quer escutar a gente falar de posse de bola, de troca de passes, quer ver o Santos vencer. Vamos trabalhar. O que estamos vivendo não é compatível com a grandeza do Santos, mesmo com um jogo a menos. Estamos tristes e a torcida também”, reconheceu.

Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com