quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Notícias

In:

Djokovic arrasa compatriota em Montecarlo e encerra jejum em Masters 1000 no ano

Em baixa no circuito profissional e atualmente na 13ª posição do ranking mundial, o sérvio Novak Djokovic arrasou o seu compatriota Dusan Lajovic por 2 sets a 0, com parciais de 6/0 e 6/1, nesta segunda-feira, em sua estreia no Masters 1000 de Montecarlo, competição realizada em quadras de saibro.

Com o triunfo, o ex-número 1 da ATP encerrou o seu jejum de vitórias em Masters nesta temporada, na qual anteriormente decepcionou ao cair nas estreias em Indian Wells e Miami, palcos de torneios deste mesmo nível de importância nos Estados Unidos.

Djokovic não jogava uma partida desde o dia 23 de março, quando foi eliminado na primeira rodada de Miami pelo francês Benoit Paire. Antes disso, em Indian Wells, também em piso duro, o sérvio acabou sendo surpreendido pelo japonês Taro Daniel.

Com a vitória obtida em apenas 56 minutos de jogo nesta segunda, Djokovic avançou para enfrentar na segunda rodada de Montecarlo o croata Borna Coric, que em outro duelo desta segunda-feira derrotou o francês Julien Benneteau com parciais de 6/2 e 6/3.

Sofrendo com lesões desde o ano passado, quando perdeu quase metade da temporada por causa de um problema no cotovelo, Djokovic ainda foi submetido a uma cirurgia no punho em fevereiro. Antes disso, foi eliminado nas oitavas de final do Aberto da Austrália e só jogou outros dois torneios em 2018, justamente em Indian Wells e Miami.

Assim, o sérvio acumula quatro vitórias em apenas sete jogos disputados neste ano. Neste último, em Montecarlo, não deu chances a Lajovic, atual 93º colocado da ATP. O favorito confirmou todos os seus saques no confronto e ainda aproveitou cinco de nove chances de quebrar o serviço do adversário para liquidar a partida rapidamente.

Campeão no evento monegasco em 2013 e 2015, Djokovic almeja o seu terceiro título da importante competição realizada em quadras de saibro e o 31º de um Masters – ao lado do espanhol Rafael Nadal, com 30 troféus cada, ele é o recordista de conquistas da série de torneios deste nível.

OUTROS JOGOS – Em outras duas partidas já encerradas nesta segunda-feira em Montecarlo, os espanhóis Albert Ramos Viñolas e Roberto Bautista Agut confirmaram as respectivas condições de 11º e 15º cabeças de chave em suas estreias. O primeiro deles bateu o norte-americano Jared Donaldson por duplo 6/3, enquanto Agut superou o alemão Peter Gojowczyk por 6/4 e 6/3.

Já o checo Tomas Berdych não conseguiu justificar o status de 12º pré-classificado ao cair na primeira rodada diante do japonês Kei Nishikori, ex-Top 10 que hoje ocupa a 38ª posição da ATP e derrotou o adversário por 2 sets a 1, de virada, com 4/6, 6/2 e 6/1.

Outro que ganhou em três sets nesta segunda foi o canadense Milos Raonic, 14º cabeça de chave, que passou pelo monegasco Lucas Catarina, de virada, com 3/6, 6/2 e 6/3. Da mesma forma, em três parciais, triunfou o russo Andrey Rublev, que eliminou o holandês Robin Haase com 7/6 (9/7), 2/6 e 7/5 e se credenciou para ser o primeiro adversário do austríaco Dominic Thiem, sétimo colocado da ATP, que estreia direto na segunda rodada.

Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com