quarta-feira, 22 de Maio de 2019

Notícias

In:

Donald Trump é eleito presidente dos Estados Unidos da América

Por Redação
Donald Trump é eleito presidente do EUA

Donald Trump é eleito presidente do EUA

Os candidatos do Partido Republicano, Donald Trump, e do Partido Democrata, Hillary Clinton, travaram uma disputa acirrada pela liderança na contagem de votos na corrida para a presidência dos Estados Unidos na madrugada desta terça-feira, Às 4h foi anunciado o nome de Trump como vitorioso após a cntagem no Estado de Wisconsin.

Republicanos (de vermelho) venceram no voto popular e no número de delegados

Republicanos (de vermelho) venceram no voto popular e no número de delegados

A contagem de votos mostrou que o republicano Donald Trump saiu vitorioso sobre Hillary em estados decisivos como Flórida, Virgínia, Carolina do Norte e Ohio. Hillary ganhou em Nova York, Illinois, Massachusetts e Nova Jersey e Trump ganhou em estados como Oklahoma, West Virginia, Indiana e Texas.

Com mais de 270 delegados (cada estado elege um número variável de delegados que votarão no candidato que venceu as eleiçõeis locais) de um total de 538 no colégio eleitoral, Trump sagrou-se vitorioso sobre a mulher de Bill Clinton.

Quem é Donald Trump

Donald John Trump (Nova Iorque, 14 de junho de 1946) é um empresário, investidor e personalidade da mídia norte-americano, e candidato a presidente dos Estados Unidos nas eleições de 2016. É ainda presidente do conglomerado The Trump Organization e fundador da Trump Entertainment Resorts. Sua carreira, exposição de marcas, vida pessoal, riqueza e modo de se pronunciar contribuíram para torná-lo famoso.

Trump é natural de Nova Iorque e é filho de Fred Trump, que o inspirou a entrar no negócio imobiliário. Depois de dois anos na Universidade Fordham e enquanto estudava na Wharton School da Universidade da Pensilvânia, trabalhou na empresa de seu pai, a Elizabeth Trump & Son. Ao se formar, em 1968, entrou para a empresa, e em 1971 recebeu seu controle, mudando seu nome para “The Trump Organization”. Desde então, construiu hotéis, campos de golfe e outras propriedades, muitos dos quais levam seu nome, em Manhattan e outros locais. É uma figura importante no cenário de negócios americano e recebeu exposição proeminente na mídia. O reality show da NBC, The Apprentice, reforçou sua fama, e seus três casamentos têm sido assunto em tabloides.

Em 19 de julho de 2016, Trump foi confirmado como o candidato do Partido Republicano para a eleição presidencial nos Estados Unidos em 2016.[2]

Família
Donald John Trump nasceu em 14 de junho de 1946, em Nova Iorque. Um dos cinco filhos de Fred Trump e Mary Anne MacLeod. Sua mãe nasceu na Escócia, em 1912. Em 1930, aos 18 anos, de férias em Nova Iorque, ela conheceu Frederick “Fred” Trump. Casaram-se em 1936. Os avós paternos de Trump eram imigrantes alemães de Kallstadt, no Palatinado.

Trump tem quatro irmãos: dois irmãos, Fred Trump, Jr. (já falecido) e Robert Trump, e duas irmãs, Elizabeth Trump e Maryanne Trump. Sua irmã mais velha, Maryanne Trump Barry, é juíza do Tribunal Federal de Apelações.

Vida pessoal
Casou-se pela primeira vez em 1977, com a modelo checa Ivana Zelníčková, com quem teve três filhos: Donald Trump Jr. (nascido em 31 de dezembro de 1977), Ivanka Trump (nascida em 30 outubro de 1981) e Eric Trump (nascido em 6 de janeiro de 1984). Divorciaram-se em 1992. O divórcio entre Ivana e Donald Trump foi muito exposto nos tablóides e custou US$ 25 milhões.

Casou-se pela segunda vez em 1993, com a modelo Marla Maples, com quem teve uma filha: Tiffany Trump (nascida em 13 de outubro de 1993). Divorciaram-se em 8 de junho 1999.

Seu terceiro casamento foi em 22 de janeiro de 2005, com a modelo eslovena Melania Knauss, numa grande cerimônia na Flórida. O casamento custou cerca de 12 milhões de reais – só o vestido da noiva, desenhado por Christian Dior, custou R$ 343.000. É considerado um dos dez casamentos mais caros de todos os tempos. Com Melania teve um filho, Barron Trump, nascido em 20 de março de 2006.

É dono do bordão You’re fired (Você está demitido), utilizado para dizer quem seria o eliminado da vez no seu reality show chamado The Apprentice.

Dono de prédios famosos em Nova Iorque como a Trump Tower e o Trump Place, o bilionário também escreveu livros com a intenção de ensinar às pessoas comuns a arte de fazer dinheiro. São eles “A arte da negociação”, “Como ficar rico” e “Como chegar lá”. Ele é também dono das concessões dos concursos de beleza Miss EUA e Miss Teen EUA e foi dono do concurso Miss Universo.

Religião
Donald Trump declarou em entrevistas que é um presbiteriano. Em abril de 2011, numa entrevista para a Human Events, ele disse que é “um presbiteriano dentro do grupo protestante”. Em uma outra entrevista em abril de 2011, para o Club 700, Trump disse: “Eu sou um protestante, eu sou um presbiteriano. E você sabe que eu tive um bom relacionamento com a igreja ao longo dos anos. Eu acho que a religião é uma coisa maravilhosa. Acho que minha religião é uma religião maravilhosa”.

Carreira
Donald John Trump é um magnata dos negócios americanos, personalidade de TV e autor. Trump é o fundador da Trump Entertainment Resorts, que opera vários casinos e hotéis pelo mundo. Seu modo extravagante de vida e maneira de agir, sem rodeios, fizeram dele uma celebridade. O status foi aumentado também graças ao seu reality show exibido na NBC, The Apprentice.

Após sua graduação na Wharton University of Pennsylvania em 1968, Donald entrou na companhia de seu pai, The Trump Organization, onde realizou a reforma do Commodore Hotel no Grand Hyatt com a família Pritzker. Entre grandes projetos realizados por ele está a Trump Tower em Nova York. Um pouco depois, expandiu seus interesses industriais para a indústria aérea (comprando a Eastern Shuttle routes) e o ramo de casinos em Atlantic City, incluindo a compra do casino Taj Mahal da família Crosby, que acabou indo à falência. Essa expansão, tanto pessoal quanto nos negócios, levou-o ao endividamento. Muitas das notícias sobre ele na década de 1990 envolviam seus problemas financeiros, que tiveram como consequência seu divórcio com a primeira esposa, Ivana Trump.

Somente no final dos anos 90 foi que se viu um ressurgimento na sua situação financeira e na sua fama. Em 2001 ele completou a Trump World Tower e começou a construir o Trump Palace, um edifício moderno ao longo do rio Hudson. Atualmente possui vários metros quadrados das melhores áreas imobiliárias de Manhattan, e continua sendo uma figura importante no domínio do comércio imobiliário nos Estados Unidos e uma celebridade.

Em 15 de junho de 2009 Vincent McMahon anuncia que vendeu (kayfabe) para Donald Trump o WWE Monday Night RAW. Na Primeira ação de Trump como “Dono” do RAW ele anuncia que no próximo episódio do Monday Night Raw não haveria comerciais. Na sua segunda ação, marca uma luta Last Man Standing entre Randy Orton e Triple H pelo WWE Championship. Trump questionou publicamente a cidadania do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama[3]. Ofereceu então, 5 milhões de dólares a qualquer instituição de caridade indicada pelo presidente caso este levasse a público sua documentação original (ver: Teorias conspiratórias sobre a cidadania de Barack Obama).[4][5]

Recentemente, Trump lançou o seu mais novo empreendimento: a Trump Network, uma empresa que comercializa produtos de beleza e suplementos alimentares através do sistema de Network Marketing ou Marketing multinível, atividade que está sendo considerada como o Negócio do Século XXI por grandes especialistas na área financeira, como Robert Kiyosaki, por permitir que muitos empreendedores possam iniciar seus próprios negócios com pequenos investimentos e grande alavancagem financeira.

Carreira política
Em junho de 2015 Trump anunciou sua candidatura para presidência dos Estados Unidos nas eleições de 2016 pelo Partido Republicano.[6]

Desde que anunciou sua candidatura, Trump tem liderado as pesquisas de opinião entre os pré-candidatos republicanos.[7][8][9] Com seus discursos de cunho populista e anti-imigração, Trump tem conquistado apoio entre a ala ultra-conservadora do seu partido,[10][11][12] mas seus comentários (especialmente sobre imigração) têm atraído a condenação de outros políticos e da mídia.[13][14] Em julho de 2016 ele foi confirmado pelo partido como o candidato na eleição.[2]

Polêmica com os mexicanos
Ao lançar sua candidatura, Donald Trump acusou o México de enviar “drogas” e “estupradores” através da fronteira dos EUA. Ele também disse que construiria um muro entre os dois países.[15] As declarações fizeram com que ele perdesse sua sociedade com a NBC no Miss Universo [16] e mais tarde se visse obrigado a vender o concurso [17] devido ao afastamento de alguns países, como México e Costa Rica [18].

Também houve muitas críticas de celebridades, como Mario Vargas Llosa e George Clooney, que o chamaram de xenófobo.[19][20][21][22]

O Governo do México oficialmente respondeu aos comentários de Trump dizendo que eram preconceituosos.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com