quinta-feira, 18 de Abril de 2019

Notícias

In:

Estudantes da rede estadual se destacam na redação do Enem

Por Assessoria

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira (Inep) liberou, na sexta-feira (18), o acesso às notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Muitas escolas da rede estadual comemoram o sucesso de seus estudantes naquela que é considerada a mais difícil prova do Enem, a redação. Dentre elas, está a Escola Estadual Professor José da Silveira Camerino, no Cepa, que teve alunos com nota superior a 900 pontos. Bianca Alice Godoy, Elidiane Karolyne Oliveira, Eduardo Weslley e Kamilla Abely são alguns destes alunos.

Alcançando 980 pontos, Kamilla Abely saiu de sua cidade, Arapiraca, e passou a estudar na Camerino ano passado, o último de sua vida escolar no ensino básico. A estudante afirma que, apesar de toda a prática e estudo depositados na disciplina de redação, a nota foi recebida com surpresa. Para ela, a alta pontuação é resultado de produções textuais constantes dentro e fora da sala de aula, extenso repertório de assuntos cotidianos e incentivo da professora de redação.

“Ao ver que tinha conseguido tirar 980 na redação fiquei muito animada. Mesmo com as diversas redações que produzimos durante o ano passado, todas as leituras que fiz e estando atenta às notícias, sempre bate um nervoso, principalmente nos minutos que antecedem a saída do resultado. Fiquei satisfeita com minha nota, ver que meu esforço foi recompensado é uma sensação incrível”, relata Kamilla, que deseja cursar Jornalismo.

Perseverança – Eduardo Weslley, que alcançou 940 pontos na redação, sonha cursar Psicologia. Ele conta que já tinha participado do Enem anteriormente e a experiência serviu para impulsionar a vontade de tirar uma nota maior que a conquistada na edição passada.

“O ano passado foi um ano atípico, tive que encarar diversos desafios. A matéria que eu mais foquei em 2018 foi redação e eu acredito que eu consegui alcançar essa nota porque fiz disso uma meta da minha vida. Eu não acreditei quando vi minha nota, fiquei muito feliz por ter conseguido uma pontuação tão boa”, diz o estudante.

Bianca Godoy e Elidiane Karolyne, com 960 e 940 pontos respectivamente, partilham da ideia de que é preciso produzir dissertações argumentativas constantemente para que haja melhora da qualidade de tais produções. “Além de todo o repertório que necessitamos ter para dominar o tema da redação, é preciso praticar sempre. Aqui na escola, fazíamos em média duas redações por semana, dessa maneira ficou mais fácil para que conquistássemos notas satisfatórias”, expõe Elidiane Karolyne.

A professora de língua portuguesa da unidade, Lucilene Rodrigues, afirma que o mérito de um bom resultado parte da vontade e esforço dos próprios alunos. “Me sinto muito satisfeita quando vejo que meus alunos tiraram notas boas. Para tirar uma nota de excelência como eles tiraram é preciso ter força de vontade e os quatro sempre demonstraram ter esse diferencial. Aliado a isso, eles tinham muita organização, planejamento e horas de estudo realizadas, então a nota é consequência do que eles fizeram ao longo desses últimos meses”, conta a docente orgulhosa.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com