segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Notícias

In:

Seleção feminina de vôlei deslancha no 4º set e vence Japão pela Liga das Nações

A seleção brasileira de vôlei feminino derrotou o Japão nesta quarta-feira, de virada, por 3 sets a 1, com parciais de 22/25, 25/18, 25/23 e 25/11, em Barueri, pela segunda rodada da Liga das Nações, competição que substitui o Grand Prix.

Depois de uma derrota na estreia para a Alemanha, a equipe do técnico José Roberto Guimarães vacilou no primeiro set, mas aos poucos conseguiu impor seu jogo. Na última parcial, atropelou a adversária.

“Ontem (terça-feira) jogamos muito mal. Não brigamos, não lutamos… essa não é a cultura desse time. Perder fazer parte, mas do jeito que foi não. Hoje melhoramos muito no sistema defensivo. Graças ao espírito do time que também mudou. Elas estão de parabéns pela forma como assimilaram a derrota e reagiram”, afirmou o técnico José Roberto Guimarães ao Sportv.

Foi também a revanche da seleção brasileira, que no ano passado perdeu para as japonesas duas vezes por 3 sets a 2 – no Grand Prix e na Copa dos Campeões. A seleção asiática também veio de derrota na estreia – 3 sets a 0 para a Sérvia, na terça-feira.

A Sérvia é a próxima adversária da seleção brasileira. As equipes se enfrentam nesta quinta-feira, novamente em Barueri. Na sequência, entre 22 e 24 de maio, o time brasileiro enfrentará Turquia, Argentina e República Dominicana, em Ancara. Depois, terá pela frente Coreia do Sul, Polônia e Holanda, em Apeldoorn. Por fim, jogará contra China, Estados Unidos e Rússia, em Jiangmen.

Assim como na derrota para a Alemanha, o técnico José Roberto Guimarães seguiu com os testes na equipe. Desta vez ele optou por começar a partida com Adenízia, Roberta, Tandara, Amanda, Gabi e Ana Beatriz. O time começou bem, com Adenízia chamando a responsabilidade.

A seleção brasileira ficou em vantagem no placar até o 16 a 16, quando as japonesas tomaram à frente. Em um bloqueio de Tandara, a equipe de José Roberto Guimarães chegou a empatar em 21 a 21. Mas faltou concentração. As japonesas voltaram a abrir vantagem e fecharam o primeiro set em 25 a 22 após erro de ataque de Tandara.

No segundo set, as brasileiras assumiram o controle do jogo a partir do quinto ponto. Abriram vantagem e fecharam em 25 a 18. No ponto decisivo, Tandara buscou no fundo da quadra e Suelen devolveu para o outro lado. As japonesas tentaram o ataque, mas Bia fechou a segunda parcial com bloqueio.

As equipes se revezaram na frente do marcador no terceiro set. A seleção brasileira chegou a abrir 18 a 16 de vantagem, mas permitiu a reação da adversária, que virou para 19 a 18. No entanto, após pedido de tempo de José Roberto, o Brasil reagiu, abriu 23 a 21 e fechou em 25 a 23 após ataque de Adenízia.

No quarto set o Brasil deslanchou. Abriu 6 a 1, sua maior vantagem até então na partida, e soube administrar a vantagem. Adenízia, que fez um grande jogo, chamou a responsabilidade e comandou a tranquila vitória, que veio em um ataque da Bruna: 25 a 11.

Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com