quinta-feira, 19 de Maio de 2022

Notícias

In:

HGE implanta modelo de gerenciamento que expõe nos setores os seus próprios indicadores

Por Thallysson Alves

Gestão à Vista é uma ideia do gerente do HGE, o médico Paulo Teixeira

A gestão participativa foi o modelo implantado pelo gestor Paulo Teixeira, gerente do Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió. Momentos com as lideranças são promovidos constantemente e as deliberações encaminhadas e esclarecidas pelos coordenadores. Os resultados agora podem ser analisados com mais detalhes por meio de um mural, onde estão sendo expostas, por setores, as taxas de infecção, de permanência dos pacientes, de ocupação das vagas e de rotatividade dos leitos.

A ideia do Gestão à Vista é aproximar os servidores dos indicadores e que, assim, eles possam perceber o quanto é preciso melhorá-los. Além disso, o gerente do HGE, que também é médico, acredita que é importante a participação de todos na organização da maior unidade de urgência e emergência de Alagoas, uma vez que boas ideias podem surgir e o sentimento de pertencimento gera valorização pessoal e profissional.

“Com o mural, qualquer cidadão pode analisar as taxas referentes ao setor abordado. Essa análise gera um movimento interno que pode repercutir nas estratégias necessárias para melhorar esses indicadores. É importante que as equipes saibam como estamos e o que queremos alcançar. Desse modo, conseguimos caminhar com pensamentos mais hegemônicos”, avaliou Paulo Teixeira.

O modelo implantado é baseado em uma metodologia de gerenciamento empresarial em que determinados indicadores de desempenho são apresentados em quadros visíveis para todos os funcionários. Dessa forma, a transparência sobre o desempenho das ações é total e os integrantes sabem exatamente que pontos precisam ser melhorados para que atinjam as metas definidas.

“Vamos manter um feedback constante para que os nossos servidores pensem em como agir para melhorar os seus indicadores. Isso pode ser extremamente motivador e também serve de alerta caso algo não esteja funcionando bem. A ideia já está compreendida entre as equipes e agora vamos observar os efeitos nos resultados dos próximos meses”, disse a supervisora médica, Rosana Véras.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *