sexta-feira, 20 de Maio de 2022

Notícias

In:

No HGE, dedicação e zelo pelos pacientes são reconhecidos com gestos espontâneos de gratidão

Por Josenildo Torres

Médica é surpreendida com uma orquídea durante o plantão no HGE

Se antes da pandemia de Covid-19 a dedicação dos profissionais do Hospital Geral do Estado (HGE) já era intensa, com o novo tempo, que agora traz a incerteza da variante Ômicron, essa atuação alcançou ainda mais reconhecimento. É tanto que nesta terça-feira (18) um acompanhante fez questão de presentear a médica com orquídeas; esses e outros gestos de gratidão também fazem parte da rotina dos profissionais e servem de agente motivador.

Djalma Santos é floricultor e reside em Maceió, onde também vive a sua mãe, Laudelina Quitéria dos Santos, de 76 anos. Ele conta que a sua inspiração tem histórico recente de Acidente Vascular Cerebral (AVC), por isso ficou muito preocupado quando adoeceu, levando-a imediatamente para o atendimento médico. Na segunda consulta, o especialista observou a necessidade de encaminhá-la para o HGE, sendo admitida no último dia 11.

“Disseram para mim que o caso dela era grave e precisava vir ao HGE. A trouxe com muito medo de perdê-la, eu fiquei muito preocupado. Estava angustiado! Foi quando a Dra. Marcela [Pedrosa] apareceu, conversou comigo, me acalmou e me explicou que precisava levar a minha mãe para outra área, onde faria o teste para Covid-19 e, após o resultado, a equipe médica saberia como melhor cuidá-la”, recorda o floricultor.

Segundo a própria médica, a mãe de Djalma apresentava sinais e sintomas de síndromes gripais, por isso precisou se submeter ao teste e ocupar um setor fechado. Com o diagnóstico negativo para esta doença, Dona Laudelina voltou a ter a companhia de seu filho e o médico concluiu que o quadro se trata de pneumonia, necessitando de intervenção medicamentosa por antibióticos.

Gesto de gratidão é visto como agente motivador para os profissionais

“Eu só cumpri com o meu dever e estou muito surpresa com as orquídeas que ganhamos. Nós temos uma rotina tão frenética, bastante voltada a necessidade de aliviar dores, melhorar os cuidados, agilizar atendimentos, que, ao sermos surpreendidos com uma palavra, um gesto, de gratidão, ficamos bastante emocionados. Eu dedico esse presente a toda equipe que compõe o Núcleo Interno de Regulação e aos meus colegas do hospital. Nós sabemos o quanto a nossa dedicação é exaustiva e extremamente gratificante”, disse Marcela Pedrosa.

Para o filho de Laudelina, o zelo que sentiu da médica e dos demais profissionais por sua mãe não tem preço. Ele conta que já esteve no HGE em outros momentos, mas que dessa vez sentiu um hospital diferente, mais atencioso e ágil. Ao dizer, emocionado, que estava abrindo o seu coração, ele partilhou que gosta de presentear as pessoas e, como é floricultor, decidiu entregar um pouco do que ele tem.

“Se eu pudesse, eu trazia o orquidário todo para o hospital, porque são muitas pessoas que têm nos tratado bem, mostrado empatia, humanidade. Se não fosse por esses profissionais, por essa médica, talvez a minha mãe estivesse morta. Ela não está e acreditamos que vai sair daqui bem. Por isso, mais uma vez, agradeço a todos por terem sido anjos na vida da gente”, falou Djalma Santos.

O HGE está passando por uma fase de transformação. Reformas, aquisição de equipamentos, adoção de novos fluxos e outras mudanças estão sendo realizados com a integração de gestores e equipes assistenciais. Na Área Azul, onde Dona Laudelina está internada, por exemplo, estão disponíveis novas camas e poltronas; e o espaço já recebeu manutenção nos sistemas elétrico, de gases e hidráulico, além de pinturas, troca de portas e melhorias no revestimento.

“Estamos todos empenhados para que o HGE continue com sua potencialidade assistencial e social. Os nossos profissionais seguem acolhendo quem precisa de cuidados, com melhores condições de trabalho. Agradeço ao gesto espontâneo de Djalma com a nossa equipe, isso nos motiva a continuar fazendo mais. Trabalhando sério, de maneira articulada e estratégica pelo bem desse grandioso hospital”, pontuou o gerente Paulo Teixeira.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *