quinta-feira, 19 de Maio de 2022

Notícias

In:

Árbitro relata invasão e faca jogada no campo em São Paulo x Palmeiras na Copinha

O São Paulo pode receber dura punição da Federação Paulista de Futebol (FPF) por causa dos atos de vandalismo de seus torcedores durante a semifinal da Copa São Paulo de Futebol Júnior, diante do Palmeiras, sábado à noite, na Arena Barueri. O árbitro do jogo revelou quatro paralisações na partida, com invasão de campo duas vezes e diversos objetos atirados no gramado, o mais grave deles, uma faca, já nos acréscimos.

Matheus Delgado Candançan revelou que as confusões começaram ainda no fim do primeiro tempo, com o arremesso de uma garrafa plástica, terminando com a faca atirada que poderia ferir até mesmo atletas do próprio São Paulo. O jogo foi disputado com torcida única para evitar confusões e, mesmo assim, ficou parado por oito minutos.

“Aos 45 + 2 do primeiro tempo, paralisei a partida devido ao arremesso de uma garrafa plástica dentro do campo de jogo oriundo da torcida do São Paulo F.C. Aos 11 minutos do segundo tempo paralisei novamente a partida, devido ao arremesso de copos plásticos próximo ao assistente de número 2 Sr. José Lucas Candido de Souza, também vindo da torcida do São Paulo FC”, começou a escrever a súmula Matheus Candançan.

A partir daí, os problemas se intensificaram com invasões ao gramado. “Aos 27 minutos do segundo tempo houve invasão no campo de jogo de um torcedor da equipe do São Paulo F.C, sendo prontamente retirado pelo policiamento. Este torcedor foi identificado pelo Delegado do Jecrim Dr. Cesár Saad como o Sr. Williams Cristiano da Silva RG 44.183.038”, seguiu.

“Aos 45 +5 minutos do segundo tempo paralisei a partida devido a invasão de torcedores da equipe do São Paulo F.C, sendo identificados pelo JECRIM os seguintes torcedores: Sr. Gabriel Bazarello Caires de Jesus RG 52.277.200-6, que chegou a atingir com uma peitada e um empurrão o atleta de n. 04 da equipe do S. E. Palmeiras sr. Lucas de Freitas Molarinho Chagas; o sr. Fábio Cristiano da Silva RG: 44.183.013-4; e mais um torcedor, que não pôde ser identificado. Os mesmos foram contidos pelos atletas do São Paulo FC e pelo policiamento”, explicou o árbitro.

Matheus Candançan foi além. “Neste momento da invasão foram arremessados vários objetos dentro do campo de jogo, dentre eles: pedaços de assentos, chinelos, copos plásticos, e também uma faca, a qual foi entregue para equipe de arbitragem e encaminhada para o JECRIM do estádio. Após tal fato, solicitamos ao policiamento, tendo como responsável o Sr. Cap PM Alexandre Rodrigues Abbara RE 940004-4, a garantia para a continuidade da partida, na qual o mesmo garantiu a segurança de todos os atletas e torcedores do estádio. Informo que toda esta paralisação deu um total de 08 (oito) minutos até o reinício da partida.”

BANIMENTO DOS ESTÁDIOS – A Federação Paulista de Futebol pediu medidas rígidas contra os invasores e sugere até que sejam banidos dos estádios após o lamentável episódio na Arena Barueri que terminou com a classificação do Palmeiras para a final após vitória por 1 a 0.

“A Federação Paulista de Futebol repudia veementemente as lamentáveis cenas de invasão de certos indivíduos, arremesso de objetos e o flagrante de uma faca no campo da semifinal da Copa São Paulo, entre São Paulo e Palmeiras, em Barueri, neste sábado. A FPF cobrará das autoridades que os criminosos travestidos de torcedores que praticaram tais atos sejam punidos com o maior rigor da lei e permaneçam afastados dos estádios”, afirmou a entidade.

Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *