segunda-feira, 17 de Janeiro de 2022

Notícias

In:

Vigilância Sanitária leva ações educativas para comerciantes e comunidade

Por Ana Cecília da Silva – Ascom/SMS

A Vigilância Sanitária de Maceió promoveu ao longo desta semana uma série de capacitações sobre normas sanitárias e boas práticas de manipulação de alimentos. As atividades fazem parte do programa Cidadão de Olho Vivo, que busca atuar junto a segmentos econômicos da capital e também junto a comunidade, visando garantir a segurança de alimentos e serviços consumidos pela população.

Coordenador da Vigilância municipal, Airton Santos. Foto: Vigilância Maceió

As ações da semana tiveram início na segunda-feira (22), com uma capacitação sobre normas sanitárias para 15 proprietários de salões de beleza e barbearias dos bairros Graciliano Ramos e Village Campestre. O encontro ocorreu na Associação dos Moradores do Graciliano Ramos e orientou esses profissionais sobre a correta esterilização dos instrumentos de trabalho e que problemas a não esterilização pode acarretar, a necessidade de higiene das mãos, a importância do Alvará Sanitário, entre outros. A palestra foi conduzida pelo coordenador da Vigilância Sanitária, Airton Santos e pela médica veterinária e técnica da Vigilância, Isabelle de Oliveira.

Capacitação para salões de beleza. Foto: Vigilância Maceió

De acordo com Airton Santos, coordenador da Vigilância municipal, a atuação do programa Cidadão de Olho Vivo ocorre não só junto aos segmentos econômicos, mas também com a comunidade. “Buscamos nos aproximar das escolas, das associações de bairro, das empresas para realizar um trabalho educativo. Com empresas, para que elas ofereçam um serviço de qualidade e para a comunidade para que ela saiba identificar um bom produto ou mesmo ajudar a denunciar riscos sanitários que podem comprometer a saúde de todos”, explica.

Palestras em escolas

Na terça-feira (23) foi a vez de 40 professores e alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Escola Municipal Kátia Assunção, no bairro do Jacintinho. No local, o coordenador da Vigilância, Airton Santos e Vitorya Sarah, inspetora de alimentos da Visa, falaram sobre a importância do órgão para garantir a saúde da população e como a comunidade pode ajudar na tarefa da Vigilância, identificando estabelecimentos que apresentem algum risco sanitário.

Foto: Vigilância Maceió

Foto: Vigilância Maceió

Já na quinta (25), foi a vez da Escola Municipal Pompeu Sarmento, na Serraria. Cerca de 40 alunos e professores também participaram de palestras sobre segurança alimentar e boas práticas de manipulação de alimentos, que foram conduzidas pelo coordenador Airton Santos e por Ricardo Walker, médico veterinário e inspetor da Visa.

Professores e estudantes da Escola Pompeu Sarmento. Foto: Vigilância Maceió

Capacitação para jangadeiros

Nos dias 24, 25 e 26 de novembro, 180 jangadeiros foram capacitados sobre protocolos sanitários da Covid-19 e boas práticas de manipulação de alimentos que são vendidos nas piscinas naturais de Maceió. A ação, que ocorreu na Colônia de Pescadores de Pajuçara, visa garantir um atendimento de qualidade aos banhistas que frequentam o local.

Cerca de 180 jangadeiros são capacitados pela Vigilância. Foto: Vigilância Maceió

Participaram da ação o coordenador Airton Santos e as palestrantes Vitorya Sarah e Rita de Cássia, da Inspetoria de Alimentos da Vigilância.

Compartilhe:
Tags: ,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *