terça-feira, 30 de novembro de 2021

Notícias

In:

Festival de artes cênicas Mirada ganha edição híbrida

Realizado a cada dois anos, o Mirada – Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas não teve a edição 2020, por causa da pandemia. Mas, para satisfação de público e profissionais do teatro, o tradicional evento do Sesc-SP ganha agora formato híbrido, que poderá ser conferido pessoalmente, no Sesc Santos, e online, intitulado Ocupação Mirada, que vai até domingo, 28. “O Mirada é um festival que tem ocorrido a cada dois anos desde 2010, com o objetivo de realizar um panorama da arte teatral na América Latina, Espanha e Portugal. E tem sido muito bem-sucedido”, afirma Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc.

Ao todo serão apresentados 23 espetáculos da América Latina, Portugal e Espanha. Para Danilo, esse “é um espaço de divulgação, fomento da linguagem teatral nestes tempos de pandemia”. E, como de costume, o evento conta com programação variada, que vai além das peças de teatro, tendo ainda debates, ações formativas, processos de criação e mostras do acervo digital do #EmCasaComSesc. A peça Sem Palavras, de Marcio Abreu, com a companhia brasileira de teatro, será a responsável pela abertura da mostra, com sessões nos dias 24 e 25, às 21h, no Sesc Santos.

A outra montagem que terá apresentação com público presente será Sueño, que traz a história de um diretor de teatro e suas dolorosas lembranças da ditadura chilena. Trata-se de uma livre adaptação de Newton Moreno, também diretor do espetáculo, para Sonho de uma Noite de Verão, de Shakespeare. No elenco, Denise Weinberg, José Roberto Jardim, Leopoldo Pacheco, Michelle Boesche, Paulo de Pontes, Simone Evaristo e Gregory Slivar (músico ao vivo). As sessões serão nos dias 26 e 27, às 19h, no Sesc Santos.

Como o momento ainda é de cuidados com a saúde, Danilo explica que foi preciso haver uma adaptação. “Nós tivemos que nos adaptar a essas novas tecnologias para fazer todas as nossas atividades, inclusive teatro, e o fizemos, durante todo o ano de 2020 e também agora em 2021.” E avalia ser “importante para as pessoas no geral terem essa oportunidade de ver essas produções brasileiras e ibero-americanas neste espaço, seja ele presencial ou virtual”.

Para o diretor do Sesc, é fundamental que isso aconteça, pois “o teatro é uma linguagem artística muito pungente, muito forte, muito direta, que trata das questões mais delicadas do ser humano, como as que dizem respeito às nossas relações, ao nosso comportamento, aos nossos hábitos e costumes, às questões ligadas à diversidade, à igualdade, à opressão, à solidariedade, que tratam do amor, tratam do ódio, tratam de todas as mazelas e qualidades que o ser humano carrega”.

“O teatro certamente, no campo da cultura, é uma das ferramentas, um dos modos mais eficazes de levar informação, de tratar de temas, discutir isso de uma forma bem incisiva e, nesse campo, a América Latina e a Ibero-América (Espanha e Portugal) têm um papel importante nessa linguagem, por isso para nós é importante manter o nosso programa Mirada, mesmo que não seja presencial completamente, é só parcialmente presencial desta vez, mas é importante levá-lo adiante e por isso a Ocupação Mirada é uma maneira de manter acesa a chama desse esforço em favor da arte”, contextualiza Danilo sobre a importância de se realizar o festival, mesmo que em formato híbrido e em tamanho reduzido.

Teatro virtual

Entre as diversas apresentações online, no dia 25, às 19h, vai ao ar a peça Trauma, de Alexandre Dal Farra (Brasil) e Patrícia Portela (Portugal), que é na verdade um ensaio literário e dramatúrgico imerso em imagens das últimas décadas nos dois países.

Do Peru veremos Preludio, Ficciones del Silencio, espetáculo concebido pela atriz e diretora Diana Daf Collazos. Com sessão também no dia 25, às 21h, une ficção e realidade para lidar com memória coletiva e lembranças, pessoais e políticas, além de silêncio e luto.

O espetáculo mexicano La Casa de Tu Alma, de Conchi León para a Saas’Tun Teatro, propõe aos atores uma viagem por suas experiências, misturadas a lendas de cemitérios famosos pelo mundo, para criar uma trama sobre o ritual de despedida dos mortos. A apresentação está agendada para o dia 26, às 21h.

A Digna Coletivo Teatral apresenta, no dia 27, às 15h, O Monstro da Porta da Frente, com direção de Kiko Marques. A obra, dirigida para toda a família, faz uma discussão lúdica sobre a memória, tendo como fio condutor a história de Laurinha e seu amigo Lanterninha que, para deter a destruição do bairro, resolvem fazer um filme.

Com estreia marcada para domingo, 28, às 19h, Chega de Saudade!, dAquela Cia, do Rio de Janeiro, conta a história da bossa nova na visão do coletivo carioca.

Acervo Sesc em Casa

Também no formato online, dez espetáculos do acervo do #EmCasaComSesc foram selecionados para a Ocupação Mirada. Produções foram exibidas primeiramente durante a pandemia pelas redes do Sesc. Entre os escolhidos, Desconscerto, com Matheus Nachtergaele; Cérebro Coração, com Mariana Lima, e Mãe Coragem, de Bete Coelho.

Cultura indígena

Entra no ar oficialmente no dia 26 a plataforma gratuita de teatro TePI, relacionada ao universo indígena e baseada no Festival Teatro e os Povos Indígenas. A curadoria é da diretora artística Andreia Duarte e do ambientalista Ailton Krenak e inclui artistas, intelectuais e pensadores indígenas e não indígenas. Neste mesmo dia, às 19h, será exibido o espetáculo documental TREWA, dirigido por Paula González Seguel. Obra trata do assassinato de Yudith Macarena, que mostra a violência histórica contra o povo mapuche pela Estado chileno.

SERVIÇO:

Ocupação Mirada 2021 – até 28/11

Informações em www.sescsp.org.br/mirada
Nas redes do Sesc SP e Sesc Santos
Sesc Santos. R. Conselheiro Ribas, 136. Agendamento prévio: centralrelacionamento.sescsp.org.br
Para ingressar nas unidades do Sesc SP, a partir de 12 anos, é necessário apresentar comprovante de vacinação contra covid-19, físico ou digital.
Venda de ingressos (On-line e na bilheteria do Sesc Santos)
R$ 40 (inteira)/ R$ 20 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública com comprovante) – Limite de 4 ingressos por pessoa

Plataformas online – Gratuito:

YouTube @sescsp (youtube.com/sescsp)
YouTube @sescemsantos (youtube.com/sescemsantos)
Instagram @SescAoVivo (instagram.com/sescaovivo)
Sesc Digital (sesc.digital)
Plataforma TePI (tepi.digital)

Autor: Eliana Silva de Souza
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *