domingo, 23 de Janeiro de 2022

Notícias

In:

Fauci: mesmo com Ômicron, vacinas devem seguir reduzindo quadros graves da covid

O conselheiro da Casa Branca para infectologia Anthony Fauci afirmou nesta terça-feira, 30, que, ainda que a variante Ômicron possa ter uma capacidade maior de escapar das vacinas contra a covid-19, algo que ocorreu com outras mutações, os imunizantes devem seguir reduzindo quadros graves da doença. Em coletiva de imprensa sobre a pandemia, o especialista indicou que é “razoável” acreditar que haverá algum grau de proteção com as doses que vem sendo aplicadas, e que as mesmas tendem a ser eficazes para evitar hospitalizações.

Fauci afirmou que muitos efeitos da nova cepa seguem especulativos, mas indicou que, no momento, é difícil inferir que a Ômicron seja mais transmissível que a variante delta. Segundo o infectologista, não há sugestão de novos sintomas causados pela variante. Por sua vez, quando questionado sobre a possibilidade de os casos até o momento serem menos severos em virtude do maior número de infectados serem pessoas jovens, Fauci reconheceu que é uma resposta possível, mas que ainda é preciso mais tempo. “Saberemos mais nas próximas semanas”, concluiu o infectologista.

Os representantes da Casa Branca se mostraram otimistas com a capacidade do país lidar com a Ômicron. Segundo eles, há avanços na capacidade de sequenciamento genômico e de identificação, além de novas terapias para tratar a covid-19. Há trabalho com Pfizer, Moderna e Johnson & Johnson para desenvolver adaptações das vacinas, caso necessário. Além disso, o presidente Joe Biden irá divulgar nesta semana plano de como administração vai lidar com a doença no inverno.

“Delta nos deu grande capacidade para lidar com novas variantes”, afirmou a diretora do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), Rochelle Walensky. Segundo ela, todos os indivíduos adultos devem receber doses de reforço no país, caso quando estiverem aptos. Além disso, indicou que o CDC mantém suas recomendações para o uso de máscaras.

Em uma questão sobre os esforços dos Estados Unidos para combater a pandemia globalmente, os representantes defenderam as ações do governo. Segundo eles, Washington segue liderando os esforços da vacinação global, sendo os principais doadores. Além disso, Fauci ressaltou que no caso da África do Sul, há dificuldades logísticas locais para realizar a imunização, não sendo meramente uma questão de disponibilidade de doses.

Autor: Matheus Andrade
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *