domingo, 23 de Janeiro de 2022

Notícias

In:

América-MG vence a Chapecoense e entra de vez na briga por vaga na Libertadores

O América-MG manteve vivo o sonho de disputar a Copa Libertadores de 2022 na noite desta terça-feira, quando recebeu a já rebaixada Chapecoense e venceu por 3 a 0, na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG), pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O resultado fez o América-MG assumir a oitava posição, agora com 49 pontos, mesma pontuação que o Ceará (9º), mas com maior número de vitórias: 12 a 11. Se o campeonato terminasse hoje, os mineiros estariam classificados à Pré-Libertadores ao lado do Fluminense (7º, com 51 pontos). Já a Chapecoense manteve a dura rotina e conheceu mais uma derrota, a 22ª em 35 jogos disputados. Rebaixada à Série B, é a lanterna, com apenas 15 pontos.

O América-MG começou o jogo pressionando e criou oportunidades de abrir o placar, mas falhou nas finalizações. Aos 23 minutos, Juninho chutou forte e João Paulo defendeu. Depois, aos 26, Eduardo Bauermann desviou de cabeça e Felipe Azevedo, por pouco, não conseguiu completar para o gol.

A Chapecoense manteve postura cautelosa e ainda assim poderia ter aberto o placar quando Henrique Almeida finalizou dentro da área e a bola explodiu no braço do zagueiro Ricardo Silva. O árbitro revisou o lance no VAR e confirmou o pênalti. Aos 31 minutos, Mike cobrou e Matheus Cavichioli defendeu no canto direito.

A defesa de pênalti animou o América-MG, que melhorou na reta final do primeiro e encontrou o primeiro gol aos 42 minutos. Ademir finalizou forte de fora da área e o goleiro João Paulo deu rebote. O mesmo Ademir acreditou no lance e finalizou para o fundo das redes.

No segundo tempo, o América-MG manteve o ritmo ofensivo e teve mais facilidade para construir uma vitória tranquila diante dos seus torcedores. Aos 13 minutos, a zaga da Chapecoense saiu jogando errado e Marlon deu boa assistência para Fabrício Daniel, que não desperdiçou e ampliou o marcador.

O segundo gol do time mineiro desestabilizou a Chapecoense, que pouco tempo depois viu Ademir ser derrubado dentro da área e o árbitro marcar pênalti. O mesmo Ademir foi para a cobrança, deslocou o goleiro e fez o seu 11º gol na edição do Campeonato Brasileiro.

Com o placar elástico, o América-MG apenas administrou o resultado, enquanto a Chapecoense tentou ao menos fazer um gol, mas sem abrir mão da forte marcação para não sair de Belo Horizonte com um revés ainda maior.

O América-MG volta a campo no domingo para enfrentar o Ceará, às 19 horas, na Arena Castelão, em Fortaleza (CE). Enquanto a Chapecoense receberá o Sport na segunda-feira, às 21 horas, na Arena Condá, em Chapecó (SC).

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 3 X 0 CHAPECOENSE

AMÉRICA-MG – Matheus Cavichioli; Eduardo Bauermann (Anderson Jesus), Ricardo Silva e Lucas Kal; Patric, Juninho, Alê (Juninho Valoura) e Marlon (Marcelo Toscano); Ademir, Felipe Azevedo (Alan Ruschel) e Fabrício Daniel (Rodolfo). Técnico: Marquinhos Santos.

CHAPECOENSE – João Paulo; Ezequiel, Joílson, Ignácio e Busanello; Moisés Ribeiro (Renê Júnior), Lima (Perotti), Ronei e Mike (Kaio Nunes); Henrique Almeida (Marquinho) e Bruno Silva (Geuvânio). Técnico: Felipe Endres.

GOLS Ademir, aos 42 minutos do primeiro tempo. Fabrício Daniel, aos 13; e Ademir, aos 24 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Luiz Flávio de Oliveira (SP).

CARTÕES AMARELOS – Ricardo Silva e Alê (América-MG); Busanello e Moisés Ribeiro (Chapecoense).

PÚBLICO E RENDA – Não divulgados.

LOCAL – Arena Independência, em Belo Horizonte (MG).

Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *