sábado, 16 de outubro de 2021

Notícias

In:

Com o advento das novas tecnologias, o livro impresso vai desaparecer em alguns anos?

Por Assessoria

A resposta é não! Mas mudanças já estão acontecendo. | Foto: Unsplash

É certo dizer que o mundo mudou muito nos últimos tempos. Após a revolução tecnológica, vem aumentando a cada dia o número de pessoas que têm acesso aos computadores pessoais e dispositivos móveis que, conforme foram aprimorados, tornaram-se mais práticos e úteis tornando-se indispensáveis na sua rotina. A troca de informações aumentou e muitas atividades do dia a dia acabaram sendo reunidas em um único aparelho – celular ou tablet – fazendo o cotidiano das pessoas muito mais prático, eliminando papéis e formas mais ‘antigas’ de realizar tarefas.

Mas e o livro impresso? Entre tantas plataformas, meios e processos que desapareceram com o tempo ou foram completamente alterados com a chegada da internet, o livro de papel se mantém vivo. As pessoas continuam comprando e lendo livros impressos, segundo pesquisa recente divulgada pelo SNEL, o Sindicato Nacional de Editores de Livros, durante o 7º Painel do Varejo de Livros no Brasil, que apontou um aumento de 48,5% nas vendas de livros, o que equivale a 28 milhões de unidades vendidas no primeiro semestre deste ano.

Para Eduardo Villela, book advisor e profissional com mais de 16 anos de experiência no mercado editorial, “esse crescimento aponta para um novo momento para o setor editorial e mostra uma recuperação expressiva para o mercado livreiro”, diz.

Além dos apaixonados por livros e pela leitura, a continuidade do livro impresso no mercado se deve também aos autores e editoras que vêm investindo cada vez mais em inovação, lançando livros de papel integrados às mídias digitais.

O book advisor acredita que o consumo de conteúdo em diversas mídias (papel, audiovisual, tela do celular, tablet ou notebook) é muito positivo para os leitores. “Os leitores passam hoje muitas horas consumindo conteúdo online. Quando os livros de papel trazem conteúdos extras importantes para os leitores no mundo online, isso fortalece o hábito de leitura, cria uma experiência bem agradável de aquisição de conhecimento e aumenta o interesse dos leitores pelas obras impressas. Acho imprescindível que os autores daqui em diante construam seus livros já sabendo quais conteúdos, além das páginas impressas, oferecerão aos leitores. Há um número crescente de livros disponíveis no mercado que trazem aos leitores conteúdos complementares de grande valor que estão disponíveis online, como links de acesso para cursos online, aulas em vídeo, podcasts exclusivos, planilhas e outros formatos de arquivo para download.  Essa tendência é muito positiva para o mercado editorial. Mostra que o setor está preocupado em evoluir junto com as pessoas e o mundo, mas sem perder sua essência”, enfatiza.

Sobre o futuro do livro de papel estar ameaçado, Villela diz “O livro impresso não vai desaparecer, mas ele está mudando, pois os leitores querem obter conhecimentos em diferentes mídias. E aqui existe uma oportunidade bastante interessante dos autores agregarem as mídias online aos seus livros. Isso é muito bom pra todo mundo”, finaliza Eduardo.

Eduardo Villela é Book Advisor e assessora pessoas, famílias e empresas na escrita e publicação de seus livros. Trabalha com escrita e publicação de livros desde 2004. Já lançou mais de 600 livros de variados temas, entre eles comportamento e psicologia, gestão, negócios, universitários, técnicos, ciências humanas, interesse geral, biografias/autobiografias, livros de família e ficção infantojuvenil e adulta.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *