sábado, 25 de setembro de 2021

Notícias

In:

Pleno do TJAL aprova Plano Estratégico 2021-2026

Por Assessoria

Documento traz missão, visão, valores institucionais e 13 macrodesafios para o período. Documento foi aprovado pelos desembargadores durante sessão administrativa do Pleno.

O Pleno do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) aprovou, nessa terça-feira (25), o Plano Estratégico do Poder Judiciário para o período 2021-2026. O documento vai moldar o direcionamento e as ações do TJAL durante o sexênio, seguindo resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

“O plano é fruto de um trabalho que contou com a análise de equipe técnica, que se debruçou na apreciação de cenários, pesquisas, estudos internos, dados estatísticos e questionários aplicados para avaliação das atividades desenvolvidas, das relações internas, do ambiente de trabalho e dos mecanismos de execução da estratégia formulada”, explicou o chefe da Assessoria de Planejamento e Modernização do Judiciário (APMP), Clóvis Gomes.

Ainda segundo ele, o plano foi criado de forma colaborativa, ouvindo magistrados, servidores e a sociedade. O documento traz a missão, visão, valores institucionais, tendências atuais, cenários desejados, pontos fortes, fracos, oportunidades e ameaças. “Para cada um dos pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças foi proposta pelo menos uma ação para potencializar ou reduzir os seus efeitos”, destacou.

O documento traz também os 13 macrodesafios do Judiciário para o período:

– Garantia dos Direitos Fundamentais;

– Fortalecimento da relação institucional do Judiciário com a sociedade;

– Agilidade e produtividade na prestação jurisdicional;

– Enfrentamento à corrupção e à improbidade;

– Aperfeiçoamento da gestão da Justiça Criminal;

– Consolidação do sistema de precedentes obrigatórios;

– Prevenção de litígios e adoção de soluções consensuais para os conflitos;

– Promoção da sustentabilidade;

– Aperfeiçoamento da gestão administrativa e da governança judiciária;

– Aperfeiçoamento da Gestão de Pessoas;

– Aperfeiçoamento da Gestão Orçamentária e Financeira;

– Fortalecimento da estratégia nacional de TIC e de proteção de dados;

– Fortalecimento da infraestrutura das unidades judiciais e administrativas.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *