quinta-feira, 13 de Maio de 2021

Notícias

In:

PCdoB publica nota sobre a moção de congratulações discutida na ALE

Por Redação

Foto histórica, de um ato realizado no Teatro Deodoro pedindo a legalização do PCdoB – (Foto arquivo)

A direção do Partido Comunista do Brasil em Alagoas, vem a público agradecer ao Deputado Estadual Ronaldo Medeiros (MDB) pela indicação de Moção de Congratulações aos 99 anos de existência do partido, bem como a toda a Assembleia Legislativa de Alagoas, na pessoa de seu presidente Deputado Marcelo Victor, e em especial aos Deputados Francisco Tenório e Inácio Loiola que de público defenderam a aprovação da moção.

Pode-se medir o quão democrático foram determinados períodos do país, ao analisar o quanto de legalidade podia desfrutar o Partido Comunista, pois, sempre que vivemos momentos de autoritarismos, foram os comunistas quem primeiro sofreram, sendo inclusive o PCdoB a organização que mais perdeu vidas no enfrentamento ao regime ditatorial inaugurado em 1964.

O PCdoB esteve presente nas mais importantes lutas políticas do país, ajudou a escrever e assinou as Constituições de 46 e 88, sendo responsável pela inclusão, dentre outras garantias, da liberdade religiosa no Brasil.

Defende fervorosamente a Carta de 1988, especialmente contra aqueles que no presente querem rasgá-la e trilhar novamente um caminho autoritário em nosso país. Rechaça o anticomunismo, vazio de ideias e baseado em mentiras difundidas com o objetivo de criminalizar os comunistas.

As congratulações ao aniversário do PCdoB se estendem a todos os comunistas e democratas que doaram suas vidas na luta pela liberdade, especialmente em Alagoas, com nomes como Octávio Brandão, Jayme Miranda, Odijas de Carvalho, Manoel Lisboa e Gastone Beltrão, dentre tantos outros. Assim como orgulha o PCdoB ter em sua história as passagens de lideranças alagoanas como Aldo Rebelo, Eduardo Bomfim, Maria Alba Correia, Maria Yvone Loureiro, Ênio Lins, Jadere Viana e milhares de alagoanos.

O PCdoB agradece às homenagens reafirmando sua luta por uma nação desenvolvida, democrática e com justiça social.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *