quinta-feira, 13 de Maio de 2021

Notícias

In:

ONG O Consolador completa 80 anos e comemora já ter atendido mais de 200 mil pessoas

Por Assessoria

A ONG O Consolador, localizada em Maceió desde 1941, completa 80 anos na próxima terça-feira, 27. Através de projetos e iniciativas multidisciplinares, a entidade contribui para a formação de uma sociedade mais participativa e autônoma, capaz de enfrentar e superar os desafios, contribuindo para a sustentabilidade de suas atividades e o combate à exclusão.
Localizada agora na Avenida Amazonas, número 425, no bairro do Prado, a ONG atende principalmente à população mais próxima, com projetos de gratuidade e serviços que requerem pagamento de um valor simbólico, apenas para o auxílio na manutenção da Casa. A história do Consolador começa com o casal Elizalva e Pedrosa, que também foram diretores de outra Instituição em Maceió: o Lar São Domingos.
Ao término dos seus mandatos, dois meninos fugiram para morar com eles e assim vieram outros. Adeptos da filosofia kardecista, o casal fundou O Consolador e, dentro dele, a Escola Eurípedes Tenório. Na década de 60, personalidades alagoanas foram integrantes das ações da ONG, como o Professor Ranilson França, a radialista Alagoana Odette Pacheco, o compositor e radialista Edécio Lopes, a professora e atriz Linda Mascarenhas e outros, que compunham o grupo com Elizalva que escrevia peças de teatro, uma delas “o bom uso da riqueza”, a qual dizia que era uma psicografia e foi apresentada em alguns teatros brasileiros.
O casal, entretanto, faleceu em 1995, num acidente de carro. Coube, então, a uma das filhas adotivas do casal, Ana Fragoso, assumir a presidência da Organização até hoje. Desde então, a Casa recebe fomento de projetos para conseguir auxiliar à população nas diversas áreas, especialmente na alfabetização de jovens. Também são parte dos objetivos do Consolador o uso do esporte para criar ainda mais um senso de pertencimento. A Casa também oferece serviços de saúde e de consultoria legal.
“Nosso objetivo sempre foi desenvolver ações nas áreas de educação, esporte, cultura, assistência social, formação de professores e qualificação social e profissional de homens e mulheres em Alagoas. É parte do Consolador ajudar as populações vulneráveis e em situação de risco social, por isso temos uma grande variedade de serviço. Recentemente, entregamos cestas básicas para a população mais afetada pela pandemia e continuaremos com ações assim”, disse a presidente do Consolador, Ana Fragoso.

 

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *