quinta-feira, 13 de Maio de 2021

Notícias

In:

Aprovação do Orçamento com manobras, feriado e exterior geram cautela ao Ibovespa

A aprovação do Orçamento de 2021 preservando as regras do teto de gastos, mas com manobras ficais e o exterior negativo inibem recuperação do Ibovespa hoje. Além disso, a folga de amanhã no Brasil, por causa do feriado de Tiradentes, também deixa o investidor um pouco avesso ao risco, assim como a agenda de indicadores esvaziada.

Nem mesmo a valorização do petróleo no exterior e a alta de 4,30% do minério de ferro, que fechou a US$ 189,61 a tonelada, no porto de Qingdao, na China, alivia. As ações tanto da Petrobras quanto da Vale cedem em torno de 1,00%. Além disso, a mineradora informou aumento da produção de minério no primeiro trimestre, mas 7% menor do que o esperado pelo mercado.

A Vale informou que fechou o primeiro trimestre com alta de 14,2% na produção de minério de ferro, para 68 milhões de toneladas ante igual período de 2020. Na comparação com o trimestre imediatamente anterior houve queda de 19,5% no volume produzido pela mineradora, diferença comum por questão sazonal. A empresa reafirmou sua meta de produção para 2021 no intervalo de 315-335 milhões de toneladas.

“Deve ser um pregão de cautela. Dado da Vale ficou um pouco abaixo do esperado. Amanhã é feriado no Brasil e isso gera um receio. Lá fora, tem realização de lucros, com investidores englobando lucros da ultima semana forte”, avalia Lucas Carvalho, da Toro Investimentos.

Com uma agenda esvaziada no Brasil e no exterior e aproveitando o fim da novela do Orçamento de 2021, o investidor local ainda tentará mais informações sobre a aprovação da peça orçamentária, ontem, na entrevista do ministro da Economia, Paulo Guedes. Hoje, Guedes comentará a arrecadação federal de março. Resta saber se o ministro atenderá ao clamor de muitos no mercado. “Espera-se que dê mais detalhes de como foi esse projeto de lei que foi aprovado”, diz Carvalho.

A pressão de deputados e senadores para manter suas emendas surtiu efeito e os seus R$ 16,5 bilhões foram mantidos. A manobra pode elevar a mais de R$ 125 bilhões os gastos de combate à pandemia de covid-19 fora do teto de gastos.

Se por um lado, podem sentir-se aliviados pela conclusão da peça orçamentária, o modo como o processo foi concluído pode gerar desconforto. Técnicos do Ministério da Economia criticaram a saída encontrada pelo Congresso, pois entendem que driblam regras fiscais.

A despeito do recuo do Ibovespa, o movimento é moderado, com o índice chegando à máxima intraday aos 121.353,82 pontos. Para o estrategista-chefe do Grupo Laatus, Jefferson Laatus, de certa forma, a aprovação tranquiliza a base do governo e, consequentemente abre portas para as negociações da agenda de reformas. “Até a CPI da Covid foi jogada para frente. O mercado olhando o copo meio cheio”, avalia.

Nos EUA, apesar de resultados melhores do que o esperado da Procter & Gamble e Johnson & Johnson no primeiro trimestre, os índices futuros de Nova York caem, acompanhando a piora das bolsas europeias que, por sua vez, refletem a queda de alguns índices asiáticos. Em Tóquio, o Nikkei teve expressiva queda de 1,97%, em meio a temores de que o Japão seja obrigado a declarar um novo estado de emergência para conter a disseminação da covid-19. Perto de 17 horas, sairá o balanço da Netflix.

O espalhamento da doença também é preocupação no Brasil, que tornou-se a nação das Américas com maior taxa de mortes causadas por coronavírus na conta por milhão de habitantes. Enquanto isso, o governo tenta ganhar tempo e adiou a CPI da Covid, que era esperada para quinta-feira. Agora, foi marcada para terça-feira.

Autor: Maria Regina Silva
Copyright © 2021 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *