quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Notícias

In:

Denúncia: Ex-deputado Val Gaia estaria fugindo da justiça em processo de improbidade administrativa

Por Éder Patriota

Uma denúncia chegou a redação da Tribuna do Sertão em que relata uma decisão decisão proferida pelo juiz Dr. Rodolfo Osório Gatto Herrmann no dia 09 de dezembro de 2019, onde ex-deputado estadual e candidato a prefeitura de Igaci no pleito desse ano Edval Gaia Filho ficou impedido de realizar várias atividades cotidianas devido atos de improbidade administrativa quando do exercício parlamentar.

As medidas são o bloqueio de todos os seus bens dentro e fora do estado, onde ficou determinado que os cartórios de Igaci, Palmeira dos Índios e Maceió sejam consultados para encontrar bens que ajude na reparação do dano causado ao erário; proibição de transferência de veículos, através do RENAJUD; bloqueio de cotas em empresas comerciais, por meio da Junta Comercial; bloqueio de contas bancárias e poupança para que não ocorra nenhum tipo de movimentação; assim como está indisponível a comercialização de qualquer cabeça de gado bovino de suas propriedades, sendo efetuada a devida fiscalização, por meio da ADEAL.

Conforme investigações do Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL), Val Gaia efetuou diversas irregularidades administrativas quando era deputado estadual, a exemplo de: maioria dos serviços e aquisição não foram detalhados e nem justificados; despesas com divulgação parlamentar não especificadas; maioria das despesas não comprovadas, por meio de notas fiscais de serviços eletrônicas; nota fiscal de serviço impressa com indícios de irregularidades; locações de veículos sem justificativas quanto à destinação; valores pagos a empresas de contadoria em quantia superior aos valores de mercado; serviços contábeis informados nas prestações de contas nos meses de maio e junho do ano de 2014 foram comprovados com a mesma nota fiscal; gastos com combustíveis não especificando os veículos que foram abastecidos; despesas com alimentação, não dizia a quantidade de refeições e nem os valores unitários nos comprovantes; realização de despesas para patrocinar informativo Fórmula 1, com a citação do patrocinador, caracterizando que o parlamentar patrocinou o evento e divulgou o seu nome como patrocinador.

Quando foi citado pela justiça, o ex-deputado estadual Val Gaia não teria obedecido a determinação judicial e segundo denúncia à redação teria fugido para não explicar o prejuízo ao erário de R$ 1.106.381,40 (um milhão cento e seis mil trezentos e oitenta e um reais e quarenta centavos) para fins de bloqueio.

O número do processo é 0800614-74.2019.8.02.00001

Mais informações sobre a decisão, segue PDF.

Decisão Val gaia – Cópia

A reportagem tentou contato com o ex-deputado Val Gaia para esclarecimentos, mas não obteve sucesso,

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *