terça-feira, 20 de Abril de 2021
this slowpoke moves

Notícias

In:

Covid-19: secretária Ana Dayse discute planejamento para educação online

Por Assessoria

Após quase 90 dias sem atividades presenciais em salas de aula, em virtude da pandemia da Covid-19, o planejamento da educação e a necessária releitura foram temas discutidos no webinar promovido nesta sexta-feira, 19, pela União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). Transmitido pelo YouTube, o encontro virtual contou com a participação da secretária municipal de Educação de Maceió, Ana Dayse Dorea, a coordenadora de Ensino Fundamental da Semed, Maria José Alves e a professora Célia Godoy, mestre em psicologia, pedagoga, com pós-graduação em Metodologia, Didática do Ensino Superior e Dificuldades de Aprendizagem.

Secretária Ana Dayse Dorea no webinar

Mediado pelo representante da Undime em Alagoas, José Neilton Nunes, o webinar intitulado “Ser professor – o tecer do ensno e da aprendizagem no ensino remoto e no ensino presencial” trouxe experiências que estão sendo aplicadas diante da necessária readequação em virtude da pandemia. A secretária Ana Dayse destacou que a oferta do ensino híbrido, que reúne as diferentes formas de ensino, chegou para ficar. Para ela, a visão de Paulo Freire, apontado como patrono da educação brasileira, está bastante presente no momento de pandemia, em relação à educação.

José Neilton Nunes, representante de Undime em Alagoas

Ana Dayse citou um trecho do livro Pedagogia da Autonomia, de Freire, no qual ele relata a educação como processo transformador da sociedade. ​Para ela, o ensino à distância é uma realidade que deve ser encarada de agora em diante. “O ensino remoto, da forma que está sendo desenvolvido pelas escolas nesse cenário, com a utilização dos recursos tecnológicos, vai servir para o aluno aprender melhor o conteúdo”, avaliou Ana Dayse. Segundo ela, um bom exemplo é a utilização do rádio como instrumento de distribuição de conteúdo, numa referência à experiência praticada pela Semed, que reuniu professores que produzem cconteúdos de todas as disciplinas e que são transmitidos diariamente pela Rádio Difusora.

​Ela anunciou que, tão logo seja possível, será realizada formação para que os professores possam produzir conteúdos com qualidade ainda melhor. “Estamos reunindo os formadores para que possam, com a sua expertise, orientar nossos professores com relação a produção técnica, pois o rádio é muito dinâmico e exige uma atenção especial”, afirmou Ana Dayse Dorea. “Tudo mudou e todos precisarão mudar para acompanhar essa nova realidade”, concluiu ela.

​A coordenadora de Ensino Fundamental da Semed, Maria José Alves, falou sobre o planejamento realizado internamente pela Secretaria, até chegar aos professores, que estão sendo estimulados a produzir de maneira mais tecnológica para chegar mais próximo dos estudantes da Rede Municipal de Ensino de Maceió.

​De acordo com Maria José Alves, os professores da Semed estão aplicando parte da carga horária no planejamento das aulas remotas. Através de slides, ela apresentou o cotidiano dos professores. “Mesmo sem as aulas presenciais, nossos professores estão produzindo. Algumas escolas estão ofertando conteúdo através de plataformas digitais, outras possibilitam o contato por telefone e muitos estão engajados no nosso programa Rádio Escola, transmitido todas as tardes pela Rádio Difusora”, disse. “Nunca trouxemos para tão perto as facilidades tecnológicas para a educação”, complementou Maria José.

​A professora Célia Godói apresentou conceitos de Paulo Freire, que versam sobre a universalização da educação e se aplica perfeitamente ao momento atual. Ela parabenizou a iniciativa do projeto Rádio Escola, avaliado como “muito positiva”. Célia completou que os professores precisam unir, desafiar e fabricar com fios separados e heterogêneos, um tecido escolar. “De maneira comunitária e social; virtual e presencial, apesar das inquietações, oposições e incertezas”, disse.

​O representante da Undime no Estado, Neilton Nunes, explicou que a entidade promove, semanalmente, debates relacionados à educação. “Isso porque estamos passando por um momento de mudanças nas práticas pedagógicas, devido à pandemia. Estamos nos reinventando para oferecer uma nova forma de aprendizagem e o ensino remoto é um desafio imenso”, resumiu ele.

 

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *