terça-feira, 31 de Março de 2020

Notícias

In:

Valentim confirma proposta do Botafogo por Honda e torce pela chegada do japonês

A tentativa do Botafogo de contratar o meia japonês Keisuke Honda, de 33 anos, conta com total apoio de Alberto Valentim. O treinador afirmou nesta sexta-feira que o jogador seria um excelente reforço para a sua equipe, mas ele se mantém cauteloso sobre o assunto porque sabe que não se trata de uma operação simples.

Honda está sem clube desde que deixou o Vitesse, da Holanda, no ano passado. O jogador deseja continuar atuando na Europa, o que certamente é um obstáculo para o Botafogo, mas Valentim torce para que o negócio dê certo. Segundo ele, a idade do meia não é nem de longe um problema.

“É um jogador de qualidade, de seleção, experiente, com uma idade boa para render muito. Ainda mais em se tratando de um japonês, pela cultura de disciplina que eles têm”, comentou o treinador. “Sei que o Botafogo fez uma proposta. Seria um reforço bom. Seria, porque não sei em que pé está a negociação”, ressaltou ele.

Honda disputou três Copas do Mundo com a seleção do Japão (2010, 2014 e 2018) e fez bom papel em todas elas – ele é o único jogador asiático a ter conseguido pelo menos um gol e uma assistência em três Mundiais. Além de seu país e da Holanda, o meia já jogou na Rússia, na Itália (defendeu o Milan), no México e na Austrália.

Enquanto a diretoria tenta contratar o japonês, Valentim prepara sua equipe para a terceira rodada do Campeonato Carioca, em que o Botafogo vai enfrentar o Macaé no domingo, às 19h, no Engenhão. Será uma espécie de estreia do time principal alvinegro na competição, já que nas duas primeiras rodadas esteve em campo uma formação reserva – com duas derrotas.

“O campeonato começa para a gente agora, infelizmente não conseguimos somar pontos nas duas primeiras rodadas. Agora o Botafogo começa com toda a força”, disse o treinador, que lamentou os erros cometidos pelos reservas nas derrotas para Volta Redonda e Madureira.

“Nós nos perdemos um pouquinho, principalmente quando ficamos em desvantagem. Aí cada jogador quis fazer as coisas do seu jeito, e não é assim que queremos que seja neste ano”, comentou Valentim.

Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com