segunda-feira, 17 de Janeiro de 2022

Notícias

In:

Cinco dos atuais secretários tiveram pedido de afastamento dos cargos feito pelo MPE/AL

Por Redação com Correio Notícia

Eles são suspeitos de envolvimento em esquema de corrupção que resultou também no pedido de prisão do prefeito, vereadores e outras pessoas (Foto: Cortesia/Ítallo Timóteo)

Além dos pedidos de prisão preventiva do prefeito, vereadores, ex-secretários e ex-vereador de Delmiro Gouveia, o procurador-geral de Justiça de Alagoas, Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, também pediu ao Tribunal de Justiça de Alagoas (MPE/AL) o afastamento dos cargos de 57 integrantes e ex-integrantes da gestão municipal.

Dos atuais secretários municipais, foi pedido o afastamento dos cargos de Estevão Firmo (Agricultura), Fabrício Bitencourt (adjunto de Educação), Jasiel Belizário (Meio Ambiente), Patrícia Brasil (Turismo) e Paulo Campos ( Chefe de Gabinete).

Também foi pedido o afastamento dos ex-diretores e ex-secretários municipais Ygo Costa (Administração), Pedão (Infraestrutura), Elizabeth Monteiro (adjunta de Turismo), Lurdinha (Assistente Social), João Silveira (Saúde), Raul Santos (Finanças), Ivan Tavares (adjunto de Finanças), Jandson da Silva ( Departamento de Compras), Arnóbio Bernardo (Diretoria de Transporte da Educação), Haroldo Oséias (Meio Ambiente), José Clênio Sandes (Administração), Ib Heber Pita (Saúde) e Luciano Aguiar (Meio Ambiente).

Ainda estão na lista de pedidos de afastamento dos cargos que exercem os servidores públicos Ana Lígia Gomes (Presidente da Comissão Permanente de Licitação), Alessandro Dias Lima (Vigilante), Bernardo Neto (Guarda Civil), Cristiano Moreno (Assessor Técnico/Meio Ambiente), Helio Lima e Diogenes Noia (Servidor da Câmara), Manoel Giliarde (Motorista/Agricultura), Gilberto Pitágoras (Atual chefe da SMTT), Marcone Freire (Servidor Público), Claudinei Lima e Ângela do Nascimento (Servidores da Prefeitura cedidos à Câmara) e Adair Nunes da Silva (Servidor Público).

Além dele, ainda foi pedido o afastamento de qualquer cargo público que exerça de Ana Maria da Conceição, Miguel Vidal, João Márcio, Hailton Norberto, Vânia Maria de Oliveira Gomes, Francisco Pereira Gomes, Vandemberg Lopes, Cristiano Souza Moreira, Marcelo da Silva, Maria Lúcia da Silva, Marcelly Bruna Lima, Aluizio Francisco da Silva, Emanuela Lacerda de Oliveira, Maria Sandra R. Santos, Hildeberto Gomes Vieira, Edson Batista do Nascimento, Marcio Correio de Farias, PAulo Nogueira da Silva, Maria Liciane Peixoto, Juliana Noia Alves de Lima, Flávio Barbosa Lima, Jackson Alves da Silva, Wanderley Meneses da Silva, Jacielma P. de Araújo e Geovan Bernardo da Silva.

O procurador-geral de Justiça também pediu o afastamento dos cargos públicos que, por ventura, exerçam dos empresários Luciano Major (L.A Major Distribuidora) e Alex Veríssimo (Avante Locação de Veículos e Serviços Ltda – EPP). Alfredo Gaspar esclareceu no processo que empresários Hemenegildo Mota e Vivian Criméria, ambos sócios da Avante Locação, não tiveram pedido de prisão solicitado porque colaboraram com as delações premiadas, já homologadas pelo TJ/AL, conforme decisão prolatada no dia 16 de maio deste ano.

Compartilhe:
Tags: ,,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *