terça-feira, 30 de novembro de 2021

Notícias

In:

Reeducandos recebem cursos de capacitação no sistema prisional

Por Redação com Agência Alagoas
Iniciativas da Gerência de Educação, Produção e Laborterapia faz com que apenados vislumbrem um futuro digno após o cumprimento da pena. (Foto: Ascom/Seris)

Iniciativas da Gerência de Educação, Produção e Laborterapia faz com que apenados vislumbrem um futuro digno após o cumprimento da pena. (Foto: Ascom/Seris)

Desenvolver as potencialidades profissionais dos reecudandos, evitar a ociosidade nos presídios em razão do encarceramento, oportunizar condições dignas para reparar os erros do passado e trilhar um novo caminho por meio do trabalho. Esses são os objetivos da I Semana de Capacitação da Fábrica de Esperança, dirigida a 46 apenados que trabalham no sistema prisional, em Maceió.

A ação da Gerência de Educação, Produção e Laborterapia da Secretária de Ressocialização e Inclusão Social (Seris) oferta cursos em três áreas do conhecimento: noções básicas sobre corte e costura, como fazer o tradicional filé alagoano e marcenaria básica. As aulas ocorrem desta segunda-feira (19) ao dia 23 de setembro, das 7h às 16h, nas oficinas em funcionamento no sistema prisional.

As instruções e orientações das capacitações são disseminadas pelos servidores penitenciários e professores da Escola Paulo Jorge. Para otimizar os estudos, os alunos ainda receberam uma apostila com todo o conteúdo programático dos cursos. Além do acesso ao conhecimento, os apenados que participam da iniciativa têm direito a remição na pena e certificado de artesão.

A gerente de Educação, Produção e Laborterapia, Andréa Rodrigues, lembra que a qualificação prepara o reeducando para desenvolver uma atividade profissional de forma digna. “Trata-se de uma grande oportunidade para que eles aprimorarem as técnicas de trabalho e, após o cumprimento das penas, disseminem valores éticos e morais mercado profissional”, enfatizou.

A interna Helena Teixeira é uma das participantes do curso de filé tradicional. Anteriormente, ela já havia participado de outras capacitações, como para eletricista, montagem de bijuterias e pintura em tecido.

Para a custodiada, as oportunidades estão mudando sua vida. “Estou desenvolvendo habilidades que nunca imaginei. Aproveito ao máximo todo o conhecimento ofertado aqui, porque quero escrever uma nova história, ser um exemplo de vida”.

Compartilhe:
Tags: ,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *