terça-feira, 22 de junho de 2021

Notícias

In:

Site português divulga rodizio de orgia em casa noturna no Brasil

Por Com RedeTV
swingopendeperereca12

(Imagem ilustrativa – Reprodução/Facebook)

Uma casa noturna de Guarulhos, região metropolitana de São Paulo, está anunciando um ‘rodízio de mulheres’ no próximo dia 13 de setembro por R$ 100. A divulgação do evento é maciça em redes sociais. “Quando você vai num rodízio, você não paga a entrada do rodízio e come o quanto você aguentar? Aqui vai ser a mesma coisa, só que é periquita. Vai ser um rodízio de periquita. Vocês vão pagar a entrada e vai (sic) comer quem quiser, aonde quiser, a hora que quiser”, diz uma suposta garota de programa do local em um áudio no WhatsApp que convida para a festa que recebeu o nome de  ‘Open de Perereca’.

A utilização do termo ‘open’ em eventos caracteriza a inclusão de bebidas e comidas no valor da entrada. Ou seja, uma festa ‘open bar’ custa um valor fixo e os participantes podem beber e, em alguns casos, comer à vontade.

O WhatsApp e o Facebook são os principais canais de divulgação da casa noturna. A página do estabelecimento na rede social, que possui mais de 5,3 mil fãs, explica detalhes da orgia e adverte: “O primeiro lote está se esgotando devido a procura que tomou proporção de nível nacional! Lembrando que os ingressos são limitados. Então quem não garantiu seu ingresso corra e compre o seu”.

A casa noturna costumava postar fotos das garotas no Facebook, mas, devido à política da rede social, a divulgação agora é feita por outros meios. A página, inclusive, pede o número do WhatsApp dos interessados em receber imagens que constam no seu “cardápio de garotas”.

Crime pode ser configurado

De acordo com o advogado Jorge Lordello, apresentador do Operação de Risco na RedeTV!, a divulgação da propaganda no Facebook e WhatsApp configura uma “notícia crime”, que dá margem para investigação da polícia em cima das atividades do estabelecimento. Lordello destaca que o artigo 230 do Código Penal brasileiro, o rufianismo, consiste no fato de “tirar proveito da prostituição alheia, participando diretamente de seus lucros ou fazendo-se sustentar, no todo ou em parte, por quem a exerça” e, caso o ‘rodízio de mulheres’ seja comprovado, se encaixa neste crime.

O especialista em segurança também destaca que a internet maximiza atividades que antes eram apenas divulgadas regionalmente. Um exemplo semelhante é o chamado “dogging”, atividade exibicionista que tem feito bastante sucesso no Facebook. “Casais comunicam o local onde estarão fazendo sexo dentro do carro na rua e convidam quem quiser assistir”, explica Jorge Lordello. “Caso o vidro do carro seja aberto pelo casal, quem estiver fora do veículo pode participar”, acrescenta.

Outro lado

Procurada pela reportagem nos contatos disponibilizados em sua página no Facebook, a casa noturna não respondeu até a publicação deste texto.

(Fotos: Reprodução/Facebook)

(Fotos: Reprodução/Facebook)

 

Site português divulga orgia de “paxaxa”

O site porttuguês www.tafeio.tv divulgou a notícia (http://tafeio.tv/casa-nocturna-propoe-rodizio-de-paxaxa-por-20e/) já divulgando o valor da orgia em euros: 20€

 

rodizio

 

Veja na íntegra:

Casa nocturna propõe “Rodízio de Paxaxa” por 20€

Uma casa nocturna de Guarulhos, região metropolitana de São Paulo (Brasil), está a anunciar um ‘rodízio de mulheres’ no próximo dia 13 de Setembro por 100 Reais (cerca de 20€).

O WhatsApp e o Facebook são os principais canais de divulgação da casa noturna. A página do estabelecimento na rede social, que possui mais de 5,3 mil fãs, explica detalhes da orgia e adverte: “O primeiro lote está a esgotar-se devido à procura que tomou proporções de nível nacional!”

Ainda tens 2 dias para arranjar voo para o Brasil “

 

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *