terça-feira, 22 de junho de 2021

Notícias

In:

Cadeira com couro da tilápia marca integração entre Arranjos Produtivos

Por Ivan1

Couro da tilápia é destaque em novo modelo de cadeira (Foto: Divulgação)

Couro da tilápia é destaque em novo modelo de cadeira (Foto: Divulgação)

   A tilápia ganhou outro destino além do prato dos alagoanos. Um empresário do Arranjo Produtivo Local (APL) de Móveis Maceió e Entorno decidiu aplicar o couro do peixe na produção de móveis. A ideia surgiu com o objetivo de valorizar a cultura local, além de agregar maior valor às peças, tudo por meio de elementos que fortalecem a identidade do Estado com originalidade e design diferenciados.
Segundo Manoel da Silva, diretor da Aky Estofados e idealizador do novo modelo de cadeira com o couro da tilápia, já havia uma busca por características que tornassem seus produtos diferentes do comum. Depois de visitas a feiras internacionais e participação em oficinas, ele conheceu o trabalho com a tilápia e vislumbrou um grande potencial para a produção de móveis.
“Durante o ano de 2014, fui a dois grandes eventos, um deles a Feira Internacional de Fornecedores da Indústria de Madeira e Móveis (ForrMóbile), além disso, estive em diversas oficinas sobre design de peças. Os dois momentos trouxeram uma motivação para uma produção mais inovadora e, depois do primeiro contato com o couro da tilápia, vi que seria possível aplicar nos meus produtos”, relata Manoel.
Para a integrante da coordenação do Programa de Arranjos Produtivos Locais, Geanne Daniela, essa parceria significa maior qualidade e diversidade na produção moveleira do Estado. “Alagoas já é conhecido como um estado rico em cultura. Essa associação entre empresários de diferentes atividades garante mais um diferencial nos produtos elaborados no Estado que, aos poucos, conquistam o mercado nacional”, avalia a coordenadora.
O couro usado pelo empresário vem do Arranjo Produtivo Local (APL) de Piscicultura Delta do São Francisco. Manoel fez contato com seis artesãos da cidade de Piranhas, que já produzem bolsas, sandálias, entre outros produtos derivados do couro da tilápia, e garantiu o fornecimento da matéria-prima para suas cadeiras. Ele ainda usa outras formas de artesanato nos seus modelos, a exemplo do conhecido filé alagoano.
A artesã Gilvaneide dos Anjos acredita que a parceria trará maior visibilidade para a cidade de Piranhas. “Além de difundir uma nova maneira de aproveitar o couro da tilápia, essa parceria ajudará a deixar o trabalho que já fazemos em evidência, despertando o interesse de novos clientes, auxiliando na nossa renda e movimentando o turismo da região”, comenta a artesã.
O Arranjo Produtivo Local (APL) Fruticultura no Vale do Mundaú também poderá estar agregado às peças de Manoel. O artesanato feito com a folha da bananeira, uma das culturas predominantes nas propriedades da região, encantou o empresário, que pretende, em breve, incorporar aos seus produtos, fortalecendo mais ainda os diferenciais das suas cadeiras.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *