quarta-feira, 14 de Abril de 2021
this slowpoke moves

Notícias

In:

Coruripe ganha UPA 24 horas; Unidade de Palmeira será inaugurada em 2014

Por Josenildo Torres com redação
ressonancia

Secretário Villas Bôas confere os equipamentos da UPA de Coruripe

Graças ao apoio do Governo do Estado, o município de Coruripe irá contar, a partir desta terça-feira (21), com a primeira Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Intra-hospitalar tipo III de Alagoas, além de um Serviço de Ressonância Magnética, que será o primeiro do interior do Estado. A cerimônia de inauguração será às 9 horas, no Hospital Carvalho Beltrão, no Centro, e irá contar com a presença do governador Teotonio Vilela Filho, do secretário de Estado da Saúde, Jorge Villas Bôas, e do diretor geral da unidade hospitalar, Francisco Carvalho Beltrão.
Para disponibilizar aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) os serviços especializados, foram investidos R$ 5,5 milhões. Caberá ao Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), habilitar os serviços junto ao Ministério da Saúde (MS), assegurando o repasse de recursos para o pleno funcionamento e garantindo atendimento qualificado, ágil e humanizado à população.
“O propósito do governador Teotonio Vilela Filho é fortalecer os hospitais regionais, para que os usuários do SUS tenham atendimento eficiente em suas regiões de origem. Desse modo, evitamos que os pacientes se desloquem para Maceió e venham a migrar para o HGE [Hospital Geral do Estado], superlotando a unidade e dificultando a prestação de um serviço de qualidade e humanizado”, ressalta o secretário de Estado da Saúde, Jorge Villas Bôas.
Segundo o diretor geral do Hospital Carvalho Beltrão, Francisco Beltrão, a UPA de Coruripe será a primeira intra-hospitalar do Brasil, assegurando que os usuários do SUS tenham um atendimento qualificado. Além de funcionar 24 horas, a unidade irá contar com consultórios, salas de raios-X, sutura, gesso, inalação, aplicação de medicamentos e eletrocardiografia, farmácia, laboratório de exames e leitos de observação.
“Construímos uma unidade com padrão de excelência e que será referência de qualidade e agilidade no atendimento. O nosso diferencial será que a UPA irá funcionar dentro do hospital e, caso o paciente apresente algum agravamento do quadro clínico, já estará cercado de todo o aparato que uma unidade hospitalar oferece”, destaca o diretor geral, Francisco Carvalho Beltrão.

Recursos para Custeio
O custeio para o funcionamento da UPA de Coruripe será realizado de forma tripartite, já que 50% dos recursos serão repassados pelo Governo Federal, 25% pelo Governo do Estado e os outros 25% pela Prefeitura de Coruripe. Atualmente, os alagoanos contam com UPAs funcionando em Viçosa, Penedo e Marechal Deodoro, e ainda este ano serão inauguradas unidades em Palmeira dos Índios, Delmiro Gouveia, Maragogi e Maceió.

Upa palmeira

UPA de Palmeira dos Índios

UPA em Palmeira: três anos fechada

Palmeira dos Índios ganhou um reforço para a área de saúde em 2011. Trata-se da Unidade de Pronto Atendimento, a UPA, que tem o objetivo de mudar a qualidade da prestação de serviços de urgência e emergência no município.
A cidade que já possui o Hospital Santa Rita como referência, além das unidades de PSF’s, teria o aval da manutenção da prestação dos serviços e garantiria o salto de qualidade que os palmeirenses e aqueles que necessitam da prestação de serviço de saúde sonhavam.
Porém, desde 2011 o sonho virou pesadelo: o município que foi incluído recentemente entre os 48 do país com índice de epidemia por causa da dengue, assistiu durante esse período ainda o drama do hospital Santa Rita que passou por uma de suas piores crises, correndo o risco de fechar; os PSF’s em sua maioria estão com dificuldades para atender a população.
Agora, um consolo do governo alagoano. A UPA deve entrar em funcionamento este ano.
Situada no bairro de Vila Maria, um dos mais populosos do município, a UPA espera há mais de 3 anos por sua inauguração. O prédio moderno foi erguido num bairro onde a maioria das ruas reflete a falta de zelo da administração local. Vias de barro, falta de saneamento e até animais caminhando livres pelas ruas, perfaz o retrato do local.

 

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *