terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Notícias

In:

Dudu Ronalsa lamenta decisão do STJ que desbloqueou recursos da Braskem

Por Assessoria

Deputado Dudu Ronalsa

Em pronunciamento durante a sessão ordinária desta quarta-feira, 14, o deputado Dudu Ronalsa (PSDB) repudiou a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que desbloqueou cerca de R$ 3,6 bilhões da Braskem. O valor havia sido bloqueado pelo Tribunal de Justiça de Alagoas, através do chefe do Judiciário, desembargador Tutmés Airan, e seria destinado ao pagamento de indenizações para os moradores que estão nas áreas de risco dos bairros Pinheiro, Bebedouro e Mutange. “Hoje, o Defensoria Pública e o Ministério Público já se colocaram contra, lamentaram e vão recorrer da decisão do STJ. Mas vai demorar quanto tempo?”, questionou Ronalsa.

O parlamentar lamentou o fato e se mostrou preocupado com as pessoas que estão sendo prejudicadas. “O que vamos dizer para essas pessoas? Como explicar? Muita gente vive em função disso. Só podemos mostrar o nosso repúdio”, disse Dudu Ronalsa.

Em apartes, os deputados Inácio Loiola (PDT) e Cabo Bebeto (PSL) se solidarizaram com o discurso e demonstraram preocupação com o caso. “Comungo de mesma preocupação em relação ao desbloqueio desses recursos”, disse Loiola, acrescentando que outras questões geram preocupação. “A preocupação maior é que a reserva natural (sal-gema) tem somente uma safra e a terceira preocupação é a saída da Braskem do Estado”, disse Inácio Loiola, informando que já ouviu rumores de que a empresa estaria negociando sua ida para o estado de Sergipe.

Cabo Bebeto pediu uma maior sensibilidade da Justiça brasileira em relação ao drama vivido pelos moradores. “Temos um alagoano que é ministro do STJ, temos colegas de plenário que tem acesso ao ministro Humberto Martins, seria interessante que alguém leve essa questão até ele”, sugeriu. Bebeto informou ainda que está ocorrendo hoje, em Brasília, uma reunião entre os representantes do Seguro Caixa Econômica Federal e a Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM). O parlamentar não pode participar do encontro mas vai buscar informações sobre o resultado.

Compartilhe:
Tags: ,,,,,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com