domingo, 20 de outubro de 2019

Notícias

In:

Brasileiro conquista segundo título mundial do país na “Copa do Mundo do poker” de 2019

Por Assessoria

Yuri Martins 

Em pouco menos de um mês, o poker brasileiro aumentou consideravelmente o seu status no cenário mundial. Em um feito histórico, pela primeira vez na história dois competidores do Brasil se tornaram campeões de um torneio do World Series of Poker (WSOP) na mesma edição.

É preciso contextualizar um pouco para se ter uma ideia geral do feito dos novos campeões Yuri Martins e Murilo Figueredo. O WSOP é o maior circuito de poker do planeta e existe desde 1970.

Anualmente, em junho e julho todos os holofotes da modalidade focam em Las Vegas com mais de 5 mil competidores buscando a glória. Portanto, toda essa reputação dá ao festival o apelido de “Copa do Mundo do poker”.

Em quase 50 anos de história, o WSOP já coroou milhares de campeões diferentes, pois a cada edição dezenas de torneios paralelos ao principal são disputados. Antes da edição deste ano se iniciar, o Brasil tinha apenas quatro campeões na história do circuito, com o primeiro prêmio tendo sido conquistado em 2008 pelo curitibano Alexandre Gomes.

Nesta edição, quem puxou a fila foi Murilo, catarinense que em junho venceu um dos primeiros torneios do evento. Poucos dias depois, foi a vez de Yuri ganhar na mesma modalidade do compatriota (Mixed Games).

Com o triunfo, Yuri se juntou a atletas como o já mencionado Alexandre Gomes, André Akkari, Thiago Decano, Roberly Felício e Murilo Figueredo como os únicos campeões mundiais do Brasil no WSOP.

“É algo indescritível”

Foram com essas palavras que Yuri descreveu a sensação de ter vencido um bracelete do WSOP e entrado para a história do poker brasileiro. “Cara, acho que é muito clichê isso, mas tenho que falar. É algo indescritível, uma sensação que todo mundo quer. Dinheiro vai e vem, mas conquistas assim são inesquecíveis e ficam marcadas”, afirmou o competidor profissional em entrevista para o site Superpoker.

Paranaense, Yuri tem uma história impressionante no poker e já era muito famoso no ramo antes da vitória. Veterano na modalidade online, ele atingiu o posto de melhor do mundo em 2014, quando o site americano PocketFives reconheceu o atleta como líder do ranking mundial.

Poucos brasileiros na história do poker conseguiram atingir o topo do ranking e, portanto, Yuri também sempre será lembrado por esse feito. Com a vitória no WSOP, ele reforçou o seu status como um competidor muito versátil que é capaz de se destacar em praticamente qualquer situação.

“Quando acontecem essas coisas, o sentimento que fica é muito especial. O esforço valeu a pena. Estou muito feliz e muito grato por ter essa oportunidade”, completou o paranaense sobre a conquista no WSOP.

No que tange a adaptação do poker online para o ao vivo, Yuri precisa ter uma abordagem diferente. “O poker ao vivo é desafiador, pois são horas de atividade e tem a impossibilidade de disputar várias mesas. Tecnicamente falando é mais fácil, mas ficar ali por 12 horas, por dias seguidos e apenas numa mesa é para poucos. É muito desafiador”, revelou em entrevista para o site Card Player.

Para quem acompanha o poker nacional, a vitória de Yuri não foi surpresa

Além da vitória no WSOP, Yuri já tinha obtido alguns resultados impressionantes em carreira internacional nos torneios ao vivo. Em dezembro do ano passado, por exemplo, ele ficou entre os 40 primeiros colocados do European Poker Tour (EPT), um evento de proporções mundiais que reuniu centenas de competidores em Praga.

Yuri também já havia se destacado em edições anteriores do WSOP. Em 2015, o evento principal do circuito contou com mais de 6.400 inscritos e o paranaense terminou entre os 100 primeiros colocados. Um ano mais tarde foi a vez do profissional ficar em 11º durante uma competição da variante Omaha.

Também regular em competições em solo brasileiro, Yuri tem uma vitória no principal evento de poker da América Latina. Em 2015, ele conquistou o BSOP Millions, etapa que encerra o calendário do Brazilian Series of Poker (maior circuito do continente).

Otimismo paira sobre o poker brasileiro

Além dos novos campeões Murilo e Yuri, o poker nacional tem conquistado grandes resultados nos últimos tempos. No ano passado, o goiano Roberly Felício venceu um evento do WSOP ao desbancar mais de mil competidores. Thiago Decano, terceiro campeão brasileiro no circuito, também é outro que esbanja ótimos resultados mundo afora.

As expectativas para o esporte das cartas no Brasil nunca estiveram tão altas. Foram três títulos do WSOP nos últimos 12 meses que, aliados com a ótima fase da modalidade no país, indicam um futuro muito promissor.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com