quarta-feira, 17 de julho de 2019

Notícias

In:

Reitora da Ufal negocia emendas com bancada alagoana

Por Redação com Ascom Ufal
O líder da bancada vai convocar uma reunião dos parlamentares alagoanos sobre a Ufal. Foto: Renner Boldrino

O líder da bancada vai convocar uma reunião dos parlamentares alagoanos sobre a Ufal. Foto: Renner Boldrino

A reitora Valéria Correia recebeu na manhã desta segunda-feira (18), o deputado federal e líder da bancada alagoana no Congresso, Ronaldo Lessa. O objetivo foi discutir a situação financeira da Ufal e a necessidade do apoio parlamentar com a apresentação de emendas individuais e de bancada. Estavam presentes a superintendente do Hospital Universitário (HU), Regina Maria dos Santos, e o pró-reitor de Gestão Institucional  Flávio Domingos.

A apresentação de emendas ao Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA 2018) deve ser feita até 20 de outubro. “Em tempos de crise orçamentária das universidades, é preciso que os deputados e senadores, especialmente os egressos do ensino público superior, abracem e defendam a instituição. Estamos conversando individualmente e também vamos convocar uma reunião coletiva, prevista para o dia 29 de setembro. Queremos o compromisso com as emendas de bancada para a Ufal e também com as emendas impositivas da área de saúde, para o Hospital Universitário”, destacou a reitora.

Valéria Correia relembrou que negociações como esta foram feitas no ano passado, resultando na indicação de três emendas ao orçamento de autoria dos deputados federais Cícero Almeida, João Henrique Caldas (JHC) e Paulão. Destas apenas uma no valor de R$ 500 mil teve o limite liberado pelo Governo Federal. As demais foram contingenciadas, aguardando liberação futura. “Neste período de cortes no orçamento, tanto de custeio quanto de capital, vamos precisar de um esforço ainda maior da nossa bancada. Queremos também ressaltar a importância de questionar a centralização de recursos de capital no Ministério da Educação. Estamos pedindo aos nossos parlamentares para que se posicionem defendendo o envio dos recursos de forma equânime e transparente para as instituições, como tradicionalmente é feito”, ressaltou a reitora

Hospital Universitário

Especificamente, sobre o Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HUPAA), que é referência em Alagoas para o atendimento de média e alta complexidade em várias áreas da saúde, a reitora destacou a importância de continuar garantindo esse atendimento gratuito e de qualidade para uma população que, em sua grande maioria, depende exclusivamente do Sistema Único de Saúde (SUS).

Uma das solicitações mais emergenciais é relacionada ao acelerador linear, um equipamento caro e muito necessário para o tratamento de pacientes oncológicos no HU. “Nesse sentido, o deputado Arthur Lira e o senador Benedito de Lira manifestaram apoio para que esse equipamento seja destinado ao Hospital Universitário, porque é uma instituição pública e que atende à demanda de todo o Estado”, pondera a reitora.

A superintendente do HU, Regina Maria dos Santos, ressalta que desde o ano passado as solicitações para substituição do Acelerador Linear estão sendo feitas. “Já apresentamos a situação ao Ministério da Saúde e à bancada. Acreditamos na sensibilidade dessas autoridades diante do quadro grave, porque nosso equipamento está obsoleto e precisa ser substituído antes que pare de funcionar. Suspender um tratamento oncológico pode significar risco de morte para muitos pacientes que lutam contra o câncer”, alertou Regina.

Além disso, a superintendente expôs ao deputado Ronaldo Lessa a situação em vários outros programas que precisam de aporte financeiro e de equipamentos para continuar atendendo à população de Alagoas. “Somos referência em vários programas, como a cirurgia bariátrica, a pediatria, a cardiologia, a obstetrícia de médio e alto risco. A crise que atinge as universidades se exterioriza ainda mais forte no HU, onde todos os dias abrimos as portas para a comunidade de baixa renda que necessita de um atendimento eficiente e de qualidade”, ressaltou.

Orçamento da Ufal

Os detalhes sobre o corte do orçamento da Ufal em 2017 e a previsão ainda mais preocupante para 2018 foi exposta pelo pró-reitor de Gestão Institucional, Flávio Domingos. “Explicitamos ao deputado Ronaldo Lessa as informações que já havíamos apresentado na última Nota Técnica divulgada, ou seja, trabalhamos com um cenário em que levaremos um montante de dívidas deste ano para 2018, caso não seja liberado 100% do nosso custeio. Até agora temos 80% liberados. Os gestores de todas as universidades estão pleiteando a liberação do restante da verba prevista para este ano”, explicou.

Domingos reitera a apreensão com a possibilidade de centralização de recursos de capital proposta na PLOA 2018. “Preocupa-nos essa possibilidade porque vai significar muito menos agilidade nos investimentos necessários para o crescimento e fortalecimento da instituição. Reforçamos o pedido da reitora para que seja defendida a distribuição dos recursos para as Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes) via matriz orçamentária, com critérios claros e isonômicos”, ressaltou o pró-reitor.

O deputado federal Ronaldo Lessa comprometeu-se em articular a reunião da bancada alagoana com a reitora Valéria Correia e sua equipe. “Eu saio daqui ainda mais consciente da gravidade da crise vivida pelas universidades públicas brasileiras. Não posso responder por essa situação sozinho, é preciso o compromisso de todos os parlamentares alagoanos. Nesses três anos em que eu coordeno a bancada tenho testemunhado o compromisso com a defesa das questões mais urgentes do Estado. Nós que somos filhos desta Universidade, que fomos formados por ela, não vamos deixá-la sucumbir”, garantiu Lessa.

Compartilhe:
Tags: ,

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com