terça-feira, 18 de Janeiro de 2022

Blogs

Panorama: Prêmios Gotham 2021

Os Gotham Awards pavimentam o caminho para o Oscar – ajudando a elevar filmes e artistas logo no início da temporada de premiações. Com foco no melhor do cinema independente, a cerimônia visa homenagear filmes com orçamento de US $ 35 milhões ou menos.

A cerimônia de premiação aconteceu ontem (29) no Cipriani Wall Street, em Nova York, às 20h00, horário do leste dos EUA. Os espectadores tiveram a oportunidade de assistir ao evento ao vivo no YouTube, com a transmissão ao vivo começando às 19h30 ET.

A novidade do ano é que a organização extinguiu os prêmios de gênero. Ou seja, as categorias de melhor ator e melhor atriz para longas-metragens independentes serão, em vez disso, conhecidas como excelente desempenho principal e excelente desempenho coadjuvante.

De acordo com o Instituto Gotham de Filme e Mídia, a ideia de introduzir os prêmios neutros em atuação vem a partir de uma outra categoria já inclusa no prêmio. Anualmente, a premiação já congratula os profissionais da área com o prêmio de Melhor Revelação, desde a edição de 1998, independente do gênero do ator ou atriz.

O The Hollywood Reporter recorda que Amy Adams, Elliot Page, Michael B. Jordan, Tessa Thompson e Anya Taylor-Joy são alguns dos artistas que já receberam o troféu na categoria. Curiosamente, Elliot Page recebeu o prêmio em 2007, por sua atuação no filme ‘Juno’, quando interpretou uma adolescente grávida – antes de publicitar que é um homem transexual, fato que aconteceu no final de 2020.

Jeffrey Sharp, diretor executivo do Instituto Gotham de Filme e Mídia, explicou a decisão em um comunicado, dizendo:

“O Gotham Awards tem uma história de 30 anos celebrando diversas vozes na narrativa independente. Estamos orgulhosos de reconhecer realizações de atuação excepcionais a cada ano e esperamos um novo modelo de homenagear desempenhos sem divisões binárias de gênero. Somos gratos a todos aqueles que ajudaram a iniciar esta conversa nos últimos anos e estamos entusiasmados com o fato de o Gotham Awards continuar a apoiar a excelência artística de uma forma mais inclusiva e equitativa.”

O Oscar, o Emmy e o Tony ainda não aderiram ao movimento. Os Gothams fazem parte de um número crescente de entidades de premiação, incluindo o Grammy e o MTV Film and TV Awards que visam abandonar as categorias “Melhor Ator” e “Melhor Atriz” – eu sou contra, mas é assunto para outro texto.

Este ano, também pela primeira vez, documentários internacionais foram elegíveis na categoria de melhor longa-metragem. Além disso, a nova série de não ficção revolucionária do prêmio está entre as atualizações de categoria para o ano, bem como excelente desempenho de atuação, excelente desempenho de coadjuvante e excelente desempenho em uma nova série, do lado da televisão. Excelente desempenho de liderança, desempenho inovador e excelente desempenho de apoio foram categorias neutras em termos de gênero, com oito homens e 14 mulheres indicados.

O Gotham Awards também concedeu ao The Actors Fund a sua saudação ao impacto, reconhecendo a forma como a organização forneceu apoio à comunidade artística e artística durante o auge da pandemia.

“A Filha Perdida” da Netflix saiu correndo com a noite, marcando a maior quantidade de vitórias com os prêmios de melhor filme, diretor revelação para Maggie Gyllenhaal, excelente atuação para Olivia Colman e melhor roteiro. O Streaming também obteve uma vitória na melhor série longa, com “Round 6” levando para casa o prêmio principal – “A Filha Perdida” chega ao Netflix no dia 31 de dezembro.

Entre as produções nomeadas também estava CODA”, e suas estrelas Emilia Jones e Troy Kotsur, os quais levaram dois prêmios para casa pela atuação no longa do Apple TV+ — que está indisponível no Brasil, vale notar.  Esses são os dois primeiros prêmios mais importantes da temporada que o Apple TV+ leva com a produção. No começo deste mês, o título também havia sido reconhecido por sua representação de deficiências auditivas.

Outras produções dos streamings também se destacaram, como “The Good Lord Bird”“Os Caminhos para a Liberdade” (ambos do Amazon Prime Video) e “Reservation Dogs” (Star+).

Maggie Gyllenhaal com seu Gotham

Jane Campion foi homenageada com uma estátua de homenagem ao diretor, enquanto o chefe da Magnolia Pictures, Eamonn Bowles, recebeu a homenagem à indústria. O elenco de “The Harder They Fall” recebeu o prêmio de tributo ao conjunto e os tributos de artista deste ano foram concedidos a Kristen Stewart e Peter Dinklage.

Confira os vencedores do prêmio:

Melhor Filme: The Lost Daughter.

Melhor Atuação Principal: Olivia Colman e Frankie Faison.

Melhor Atuação Coadjuvante: Troy Kotsur.

Melhor Roteiro: The Lost Daughter.

Melhor Filme Internacional: Drive my Car.

Melhor Documentário: Flee.

Melhor Direção Estreante: Maggie Gyllenhaal.

Melhor Performance Estreante: Emilia Jones.

Tributo Direção: Jane Campion.

Tributo Elenco: The Harder They Fall.

Tributo Performance: Kristen Stewart e Peter Dinklage.

Tributo Indústria: Eamonn Bowles.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *