domingo, 25 de julho de 2021

Blogs

Leitor denuncia que deputado utiliza Rádio Comunitária para atacar oposição

Deputado estadual respondeu ao Blog Kléverson Levy que não tem interferência no comando da emissora do município e desconhece tais denúncias apresentadas

Sede da Rádio Cajueiro FM 104,9, com nome de razão social de “Associação Comunitária Cajueiro” / Foto: Cortesia para o Blog

Desde a semana passada, o Blog Kléverson Levy recebeu uma denúncia contra o deputado estadual Bruno Toledo (Pros) de que estaria utilizando uma rádio comunitária na cidade de Cajueiro para atacar os opositores.

Na denúncia, o leitor – que prefere não se identificar – diz que a Rádio Cajueiro FM 104,9, com nome de razão social de “Associação Comunitária Cajueiro”, vem sendo utilizada com o CNPJ cancelado (inapto) na Receita Federal e sem a licença da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para funcionamento.

Segundo informações repassadas ao Blog Kléverson Levy, a Cajueiro FM iniciou suas transmissões sem respeitar os trâmites legais e entrou no ar sem fazer o licenciamento da emissora como determina a Anatel. Portanto, a emissora funciona desde 2002 sem nenhum conhecimento do órgão de fiscalização.

Numa pesquisa no site da Anatel, o Blog constatou – para comprovar a denúncia – que o “Fistel” (destinado a prover recursos para cobrir as despesas relacionadas à fiscalização dos serviços de telecomunicações, além de desenvolver os meios e aperfeiçoar a técnica necessária a essa atividade) nunca foi gerado para a cobrança de taxas de fiscalização, outorgas de serviços de telecomunicações, multas e preços públicos.

“Após a fase 1 é exigida que se apresente o projeto técnico feito por engenheiro de telecomunicações. Eles não apresentaram o projeto técnico e, simplesmente, entraram no ar. Por isso que existe a outorga, o canal, mas não tem nenhum dado de transmissor, antena e etc. Ou seja, funcionam o sem a ‘licença de funcionamento’ e, por isso, não consta nenhum dado na plataforma da Anatel. Desde 2002,a rádio vem funcionando dessa forma e nunca foi expedido uma taxa de fistel para pagar, afinal, para Anatel a rádio não está no ar”, relatou o denunciante.

Dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel)

 

O que disse o deputado?

Ao ser procurado pelo Blog Kléverson Levy, o deputado estadual Bruno Toledo disse desconhecer tais denúncias apresentadas pelo Blog. Toledo afirmou também que a rádio é um meio de comunicação que serve ao povo de Cajueiro, bem como, a sociedade do município.

“O que faço é ceder o espaço do projeto social que tenho na cidade. De maneira nenhuma a rádio é usada para atacar ninguém. Ela é utilizada pela igreja e para divulgar ações do município. Não tem nenhum viés político. Quanto ao fato da regularidade da emissora, o presidente da Associação é que pode responder. Mas garanto que, de uso político, essa informação não é verdadeira”, rebateu o parlamentar.

Deputado Bruno Toledo (pros) rebateu acusações / Foto: ALE

Bruno Toledo encerrou afirmando que a denúncia se deve ao fato de ser um ano pré-eleitoral e uma eleição que se avizinha. O deputado reforçou também que a programação da Cajueiro FM serve de espaço para divulgação até do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AL).

“Nunca tive informação de ser irregular. Agora se avizinha a eleição e os nervos ficam a flor da pele. A turma [os opositores] fica imaginando coisas. Mas, inclusive, ela é usada para fazer programas do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AL), a exemplo do guia eleitoral, e não acredito que seja irregular”, concluiu o deputado.

Registro não encontrado na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel)

 

Resposta da Associação

Por outro lado, o presidente da Associação Comunitária Cajueiro, conhecido como Zé Maria, explicou – em nota enviada ao Blog Kléverson Levy que a rádio desenvolve papel social sem atacar – injustamente – quem quer que seja ou utilizando de palanque eleitoral para promover correntes políticas.

Sobre a denúncia do funcionamento irregular da FM 104,9, Zé Maria respondeu que foi pego de surpresa com informação do CNPJ suspenso e reforçou que vai regularizar a documentação para atuar em favor da população de Cajueiro.

“Nos últimos anos, a Associação Comunitária Cajueiro ficou sem a merecida atenção. Fomos surpreendidos com a informação de que não foram apresentadas algumas informações à Receita Federal, por isso, o CNPJ foi suspenso. Mas estamos promovendo a regularização, apresentando a documentação para que esta atue plenamente em favor da população de Cajueiro. Vale ressaltar que tal pendência não inviabiliza a transmissão normal da programação da rádio comunitária Nova Cajueiro FM, que continua a desenvolver o seu papel social, jamais atacando injustamente quem quer que seja ou utilizando de palanque eleitoral para promover qualquer corrente política”, diz a nota da Associação Comunitária de Cajueiro.

#VidaQueSegue

Email: kleversonlevy@gmail.com

Redes sociais: @kleversonlevy e @blogkleversonlevy

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *