quinta-feira, 24 de setembro de 2020

Blogs

Julgamento de empresário e policiais envolvidos no crime de “Mago dos Ovos” é aguardado com muita expectativa

No inicio do julgamento, mais de 20 pessoas, entre testemunhas de defesa e de acusação foram ouvidas sobre o assassinato que aconteceu 14 anos atrás e obteve grande repercussão em todo o Estado, pela forma cruel como foi praticado,Mago dos Ovos foi sequestrado na frente de casa no dia 06 de fevereiro de 2006, no momento em que ele abria o portão para guardar o carro na garagem. Ele foi levado no próprio veículo, que foi encontrado carbonizado três dias depois em São Sebastião. Uma semana depois do sequestro, o corpo foi encontrado em um canavial no município de Campo Alegre. A vítima foi brutalmente assassinada, teve os órgãos genitais, mãos, pés e a cabeça decepados. Após a morte, ainda atearam fogo ao cadáver, que ficou parcialmente carbonizado.A comissão de delegados constituída na época para investigar o crime chegou até os acusados após informações de que teria ocorrido uma rixa entre Mago dos Ovos e o empresário José Nilton. Isso teria ocorrido porque a companheira do empresário teria mantido um relacionamento com a vítima anos antes e ele teria comentando com algumas pessoas que tinha fotos eróticas da mulher. O empresário teria pressionado a vítima, que afirmou que não tinha mais as fotos.

Conforme as investigações à época, o empresário teria se juntado ao irmão da mulher, o policial civil Paulo César, conhecido como PC, e fizeram contato com o PM da reserva José Jorge Farias Melo – que morreu anos depois – que foi responsável por contratar os soldados José Sandro da Silva e Jair Matias dos Santos, para executar o crime.

Os réus estão sendo defendidos por um grupo de advogados que inclui José Fragoso e Raimundo Palmeira.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *