sábado, 18 de setembro de 2021

Blogs

Cobertura OSCAR 2021: Como ocorrerá a 93ª edição do evento?

Segundo informações apuradas pela Revista Cláudia, diferente de outras premiações, que adotaram os modelos 100% digital através de videoconferências e híbrido, a 93ª edição do Oscar será feita totalmente de forma presencial, seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para evitar o contágio e disseminação do coronavírus (SARS-CoV-2).

‘‘Neste ano único que tanto exigiu de todos, a Academia está determinada a apresentar um Oscar como nenhum outro, ao mesmo tempo em que prioriza a saúde pública e a segurança de todos os que irão participar’’, acrescentou a Academia em um comunicado publicado em fevereiro deste ano.

Bora detalhar melhor, em Los Angeles, a premiação será transmitida ao vivo de dois lugares diferentes: O tradicional Teatro Dolby, sede do Oscar desde 2002, e a estação de trem Union Station. De acordo com informações, como de costume, a cerimônia não terá um apresentador oficial, este ano, o evento contará com vários apresentadores ao longo da transmissão do prêmio.

Em declaração a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, explicou que só poderá participar da cerimônia apenas os apresentadores das categorias, os indicados e seus convidados. A Academia decidiu adotar um padrão utilizado no Grammy, nisso a estrutura será montada em espaço ao ar livre.

Segundo informações de fontes ligadas ao evento cedidas à Frence Presse, para os indicados estrangeiros que não puderem viajar até os Estados Unidos, a cerimônia terá sedes na Grã-Bretanha e em Paris. Entretanto, nestes dois pontos na Europa, não haverá apresentadores, que irão ficar apenas em Los Angeles. Ainda assim, a produção do evento planeja algo especial na terra do bruxo Harry Potter.

Por conseguinte, esta segue sendo a única exceção por parte dos organizadores do evento no tocante ao uso das videoconferências, que até o início do planejamento havia sido negado aos indicados estrangeiros que não pudessem ou não fossem a favor de viajar. Neste aspecto, a limitação do uso de ferramentas remotas é justamente para evitar críticas, decepções e transtornos durante a transmissão da premiação, como o já ocorrido em outras premiações durante a pandemia, como o Globo de Ouro, em fevereiro deste ano.

 ‘‘Nos vemos em um território novo este ano e continuaremos a trabalhar com nossos parceiros da Academia para assegurar uma edição segura e celebratória’’, declarou Karey Burke, presidente de entretenimento da ABC (emissora responsável pela transmissão do Oscar) em comunicado publicado em fevereiro deste ano.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *