sexta-feira, 20 de Maio de 2022

Notícias

In:

Bolsas de NY fecham em baixa, com expectativa para Fed, balanços e indicadores

As bolsas de Nova York fecharam com fortes baixas nesta terça-feira, em sessão de retorno após o feriado de Martin Luther King. A provável alta de juros pelo Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) diante da inflação nos Estados Unidos pesou nos mercados, especialmente para o papéis de tecnologia, pressionados por um avanço nos rendimentos dos Treasuries. A alta dos custos foi destaque no balanço do Goldman Sachs, que acabou pressionando ações de diversas companhias do setor financeiro. Uma pesquisa do setor industrial também pressionou os papéis americanos.

O índice Dow Jones fechou em baixa de 1,51%, aos 35.368,47 pontos, o S&P 500 caiu 1,84%, aos 4.577,13 pontos, e o Nasdaq teve queda de 2,60%, a 14.506,90 pontos.

“O mercado de ações está vendendo após os resultados decepcionantes do Goldman Sachs, a pesquisa do setor industrial Empire State mostrou que o crescimento parou em janeiro e, com o aumento dos rendimentos dos Treasuries, os investidores abandonaram setores avaliados como sensíveis, como a tecnologia”, resume Edward Moya, analista da Oanda.

A plataforma de monitoramento do CME Group aponta probabilidade de 93% de elevação de juros na reunião de março do Fed, comparado com menos de 50% há um mês.

Facebook (-4,10%), Apple (-1,89%) e Amazon (-1,99%) recuaram com o movimento. A Microsoft caiu 2,40%, depois de anunciar a compra da empresa de videogames Activision Blizzard, em um acordo de US$ 68,7 bilhões – é o maior negócio do setor de tecnologia na história, superando a compra da EMC pela Dell em 2015 por US$ 67 bilhões. Pressionada por uma queda de quase 4% no bitcoin, a Coinbase recuou 3,49%.

O aumento de despesa para os bancos deixou investidores preocupados com a inflação salarial estar amplamente subvalorizada, diz Moya. O Goldman Sachs teve queda de 6,97%, e viu sua remuneração aumentar 33%, com um aumento de 8% no número de funcionários em 2021.

“A principal lição dos grandes bancos é que as despesas estão subindo e você não pode simplesmente presumir que eles vão se sair bem à medida que os rendimentos do Treasuries aumentam”, alerta Moya. JP Morgan (-4,19%), Morgan Stanley (-4,93%) e Bank of America (-3,44%) também seguiram o movimento.

“Já os dados da indústria manufatura da Empire mostraram uma falha enorme, pois a variante Ômicron prejudicou as cadeias de suprimentos e a escassez persistente de mão de obra pesava sobre a atividade comercial”, avalia Moya. O índice caiu de 31,9 em dezembro para -0,7 em janeiro, enquanto analistas esperavam baixa a 25,5.

Autor: Matheus Andrade
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *