quinta-feira, 24 de junho de 2021

Notícias

In:

Jó destaca necessidade de garantir renda aos trabalhadores ligados às festividades juninas

Por Ascom Jó Pereira

Jó destaca necessidade de garantir renda aos trabalhadores ligados às festividades juninas

A deputada Jó Pereira usou a tribuna na sessão ordinária desta quarta-feira (9), na Assembleia Legislativa, para apelar por ações que beneficiem e incentivem a geração de renda dos agricultores familiares e dos setores cultural e de serviços ligados diretamente aos festejos juninos, a exemplo de produtores de milho, músicos, produtores de eventos, costureiras, entre outros.

A parlamentar entende que, adotando algumas medidas, o Poder Público pode colaborar para minimizar as perdas desses trabalhadores no segundo ano consecutivo em que as festas de São João não ocorrem, em razão da pandemia.

“Já fiz um apelo, anos atrás, aqui mesmo nessa tribuna, tentando sensibilizar o governo a ter um olhar diferenciado em relação a maior festividade e período cultural do Nordeste, que se dá agora em junho, mês das tradicionais festas juninas, orgulho de todos nós nordestinos, o maior produto e patrimônio cultural de nossa região… Todos queremos, trabalhamos e temos sensibilidade de compreender a importância de apoiar esses alagoanos em suas necessidades”, pontuou.

“Peço ao governador do estado que incentive cada um desses setores e apoie a geração de renda nesses dias que antecedem a noite do 23 de junho, a maior data cultural do Nordeste”, prosseguiu Jó, sugerindo algumas formas de como as categorias podem ser apoiadas.

“Aos plantadores, através de incentivo aos municípios e centrais de abastecimento. Podemos montar centrais de recebimento de produtos para escoamento direto ao consumidor, tipo pague e leve, em áreas livres das cidades, estacionamentos de shopping e supermercados. Pode ainda a Secretaria de Desenvolvimento Econômico incentivar distribuidoras pequenas a abastecer supermercados, mercados e mercearias, colocando nesses pontos gôndolas de milho verde direto da roça do alagoano plantador familiar”, disse a deputada.

Jó reforçou que “para cada mão de milho, vai rodar junto o açúcar, o leite de coco, a manteiga, a margarina, e tantas outras delícias que compõe a mesa de são João. Ganham todos, ganha o estado, ganha o empreendedor, ganha o trabalhador da roça. Da gestão municipal à gestão estadual, todos apoiando o fortalecimento da economia local em tempo de pandemia”.

Em relação aos músicos e produtores de eventos, a parlamentar citou a possibilidade de que sejam organizadas, em todos os municípios, lives patrocinadas com artistas locais, e a contratação de músicos para animar, de forma segura, pontos de vendas: “Aqui lembro as possibilidades de parcerias, com empresas locais, municípios e até o dinheiro de apoio aos artistas, vindo do governo federal para proporcionar renda aos músicos e produtores culturais”.

“Para as costureiras, apenas a publicidade dos eventos, do incentivo ao São João já ajuda, pois, contagiados pela divulgação, muitos alagoanos buscarão comprar uma fantasia ou até uma simples máscara estilizada de São João”, completou.

Jó destaca necessidade de garantir renda aos trabalhadores ligados às festividades juninas

“Peço que essas sugestões sejam levadas ao governo, pois todos nós estaremos ajudando os alagoanos em tempo de pandemia, a fazer de nossa fé, de nossas tradições, dessa alma nordestina, mais uma força pra vencer esse momento difícil que passamos. Nada que estamos propondo afeta as diretrizes dos cuidados para evitar contágio, pelo contrário, estaremos contagiando com alegria as pessoas a cumprir o distanciamento social da maneira correta e necessária do ficar em casa. E o estado será o grande promotor, junto com municípios, empresas de comunicação e empresas parceiras, de um São João bom para todos, responsável pela manutenção de uma tradição e conscientização de que em época de pandemia, não é necessário esquecer as tradições, só precisamos adaptar à realidade do necessário distanciamento social, mas mantendo a alegria, as delícias, a música e a geração de renda”, concluiu.

Em aparte o deputado Inácio Loiola destacou que as festas juninas são mais importantes, em termos culturais e de geração de emprego e renda, para o Nordeste do que o Carnaval e concordou que, com algumas ações, é possível minimizar os danos às categorias citadas pela deputada: “Suas alternativas são de grande importância e não me canso de dizer que essa Casa tem muito a contribuir com o desenvolvimento de Alagoas, desde que o governo a ouça”.

Respondendo, Jó lembrou que, se o Comitê da Primavera sugerido por ela, no início da pandemia, estivesse funcionando, estaria pensando alternativas multisetoriais e simultâneas para o nosso São João, com ações envolvendo as áreas de cultura e desenvolvimento econômico e os 102 municípios.

 

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *