domingo, 25 de julho de 2021

Notícias

In:

Experiências virtuais ganham espaço em Alagoas e em diferentes museus e teatros do Brasil

Por Redação

Fonte: Pixabay

O uso da internet para substituir experiências reais é algo que começou a ganhar espaço no mundo em 2020, mas que continua até hoje. Recentemente, por exemplo, o Teatro Deodoro começou a realizar visitas guiadas online, em uma experiência completamente diferente de tudo que já foi visto em Alagoas. Essa é a tendência dos tours virtuais, que começaram a ganhar espaço em vários pontos da região, assim como já acontece em outros estados. É uma forma de democratizar visitas a vários lugares de interesse, como museus e teatros, para quem não consegue vencer a distância.

Essa experiência virtual foi uma ferramenta muito utilizada durante a crise mundial enfrentada nos últimos meses. A ideia é bastante simples: museus, teatros e locais com exposição disponibilizaram na internet visitas aos locais através de fotos e vídeos interativos. Ou seja, a pessoa só precisa de um computador com conexão à internet para visitar as galerias do Museu Théo Brandão, em Maceió, por exemplo. A ideia é que qualquer pessoa, até mesmo quem mora fora do Brasil, consiga conhecer alguns dos conteúdos do museu, ou de qualquer outro local.

A iniciativa pode parecer inovadora, mas essa ideia de usar o universo online para simular uma experiência real é muito utilizado no entretenimento digital. Por exemplo, isso é algo comum, e até uma característica, dos principais jogos de apostas virtuais. As apostas em sites como o Spin Samurai e o National Casino são feitas em tempo real, e com crupiês ao vivo, sem qualquer simulação. Os fãs de apostas podem jogar todos os estilos de roleta em cassino online, desde o formato europeu, o mais tradicional do mundo, até o americano ou francês. A internet possibilita que a dinâmica das apostas em cassino online seja até mais divertida que as casas tradicionais. Isso pode ter inspirado as experiências e tours virtuais em museus.

Outra forma de entretenimento que também trabalha de maneira parecida é a realidade aumentada. Com diversos instrumentos disponíveis, como óculos e controles próprios, essa imersão em um mundo virtual é muito utilizada em jogos de videogames. Porém, isso parece ter aberto uma possibilidade para que outros mercados a utilizem. Algumas lojas de e-commerce, por exemplo, já deram sinal de que podem usar a realidade aumentada para oferecer uma experiência mais dinâmica nas compras online.

Museus são os integrados

Apesar da nova experiência do Teatro Deodoro chamar bastante atenção, principalmente por ser uma visita guiada online, os museus em Alagoas e em outras regiões do Brasil são os que mais utilizam tal tecnologia. Nós já falamos do Museu Théo Brandão, em Maceió, mas outros estados também podem ser citados por aqui. O Museu de Arte Sacra, em Salvador, o Museu de Artes e Ofícios, em Belo Horizonte, e o Museu de Arte Contemporânea, em Niterói, são alguns exemplos que podemos citar.

Todos esses locais precisaram investir em tecnologia para viabilizar essas visitas, afinal poucos museus eram preparados para oferecer uma experiência virtual. No caso do Teatro Deodoro, que completou 110 anos em 2020, a ideia demorou algum tempo para ser concretizada de forma eficiente. Entretanto, essa atualização será para sempre e esse formato de visita diferenciado deve se manter com o tempo. Aliás, isso não só no teatro alagoano, mas em quase todos os museus e pontos culturais que aderiram às visitas online.

Essa é uma mudança inovadora, mas que parece ser eficiente para a população. O Brasil é um país de dimensões continentais, e isso dificulta que muitas pessoas conheçam pontos importantes do país. Um morador do Rio Grande do Sul, por exemplo, precisa atravessar mais de 3 mil quilômetros para conhecer o Nordeste. A internet acaba com essa distância, e oferece uma democratização única, pois muitas dessas visitas virtuais são gratuitas e completas.

Aspecto turístico

Outro ponto importante precisa ser mencionado, que é o olhar turístico dessas visitas online. Essas experiências virtuais podem fazer com que as pessoas tenham ainda mais vontade de conhecer a região. O Teatro Deodoro, por exemplo, faz parte da história de Alagoas e, por mais que seja interessante conhecê-lo online, ainda não é possível conhecer os arredores do centro de Maceió pela internet. Ou seja, pode ser um incentivo para uma futura viagem.

Com mais de 600 mil turistas visitando a região em alta temporada, segundo números da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedetur), o setor é muito importante para a economia alagoana e um incentivo a mais sempre será bem-vindo, e isso pode acontecer com as visitas online.

Uma busca muito simples na internet pode nos mostrar quais locais oferecem esses tours virtuais, mas normalmente as informações estão disponíveis na página oficial de cada lugar. É algo simples de se fazer.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *