sexta-feira, 04 de dezembro de 2020

Notícias

In:

Hamilton cresce no fim, quebra recorde e garante a pole do GP da Inglaterra

Lewis Hamilton deu mais uma prova, neste sábado, de que está acostumado a crescer em momentos decisivos. O piloto britânico, que não havia liderado nenhum treino livre, chegou a rodar no Q2 da sessão classificatória, mas se recuperou no fim, quebrou o recorde da pista de Silverstone e cravou a pole do GP da Inglaterra.

Para chegar à 91ª pole de sua carreira, Hamilton anotou 1min24s303 e terminou 0s313 à frente do companheiro Valtteri Bottas, que vinha sendo mais rápido nas atividades anteriores e vai largar em segundo, completando a dobradinha da Mercedes e reforçando a soberania da escuderia alemã.

“Valtteri estava incomodando no final, então foi complicado no final. Acabei rodando, pois estava mal no primeiro setor. Consegui me recuperar, a primeira volta do Q3 foi boa, mas a segunda foi anda melhor”, analisou Hamilton. O hexacampeão mundial lidera o campeonato e buscará a terceira vitória em quatro corridas na temporada.

Max Verstappen foi novamente o piloto mais próximo das Mercedes. O holandês da Red Bull manteve a consistência no fim de semana e vai largar em terceiro. A segunda fila do grid será completa pelo monegasco Charles Leclerc, que deu à Ferrari sua melhor posição de largada no ano.

O jovem britânico Lando Norris, da McLaren, ficou na quinta posição e dividirá a terceira fila com o canadense Lance Stroll, da Racing Point, que se destacou nos treinos livres. Ele terminou à frente do espanhol Carlos Sainz, companheiro de Norris, que largará em sétimo.

A Renault colocou seus pilotos na oitava e nona colocações, com o australiano Daniel Ricciardo à frente do francês Esteban Ocon. Depois de enfrentar problemas com a sua Ferrari nas sessões anteriores, o alemão Sebastian Vettel mostrou leve evolução e completa o grupo dos dez primeiros colocados.

O mexicano Sergio Pérez testou positivo para a covid-19. Com isso, ficou fora do treino e não vai correr em Silverstone. Ele foi substituído pelo alemão Nico Hulkenberg, que terminou em 13º lugar com o carro da Racing Point.

A largada para o GP da Inglaterra, no circuito de Silverstone, será às 10h10 do domingo. A corrida é a quarta etapa da temporada de 2020, cujo calendário sofreu várias modificações em razão da pandemia do coronavírus.

Confira o grid de largada do GP da Inglaterra:

1º) Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) – 1min24s303
2º) Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) – 1min24s616
3º) Max Verstappen (HOL/Red Bull) – 1min25s325
4º) Charles Leclerc (MON/Ferrari – 1min25s427
5º) Lando Norris (GBR/McLaren) – 1min25s782
6º) Lance Stroll (CAN/Racing Point) – 1min25s839
7º) Carlos Sainz (ESP/McLaren) – 1min25s965
8º) Daniel Ricciardo (AUS/Renault) – 1min26s009
9º) Esteban Ocon (FRA/Renault) – 1min26s209
10º) Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) – 1min26s339
——————————————————
11°) Pierre Gasly (FRA/Alphatauri) – 1min26s501
12º) Alexander Albon (TAI/Red Bull)- 1min26s545
13º) Nico Hulkenberg (ALE/Racing Point) – 1min26s566
14º) George Russell (GBR/Williams) – 1min27s092
15º) Kevin Magnussen (DIN/Haas) – 1min27s158
——————————————————
16º) Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo) – 1min27s164
17º) Kimi Raikkonen (FIN/Alfa Romeo) – 1min27s366
18º) Romain Grosjean (FRA/Haas) – 1min27s643
19º) Daniil Kvyat (RUS/Alphatauri) – 1min26s744*
20º) Nicholas Latifi (CAN/Williams) – 1min27s705

*Punido com cinco posições no grid

Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *