domingo, 19 de Maio de 2019

Blogs

Com ânimo renovado

Célia Rocha

Conhecida no meio político – e entre seus eleitores – como uma mulher forte e de alto astral, a prefeita Célia Rocha é mesmo diferenciada. Nem mesmo a crise que assombra os municípios brasileiros abalou as características que a colocaram como uma das mais importantes políticas do País. Assim, ele segue firme no propósito de sustentar Arapiraca no podium de cidade mais importante do Agreste.

Arapiraca, acima de tudo

E esse é o discurso que ela repete caminho afora. Está provando que não é amadora e, mesmo com as tempestades e ” piratas” querendo interromper sua jornada, vai manter o leme firme. Nas mãos da boa capitã que é!

Repercussão em Major

As denúncias de que a Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE) mantinha 213 servidores fantasmas, uma boa parte com supersalários e sem trabalhar, caiu como uma bomba na cidade de Major Izidoro e está repercutindo de forma negativa.
O diretor-geral da Assembleia Legislativa, Luciano Amaral Filho, é sobrinho do ex-prefeito de Major Izidoro, Ítalo Amaral. Ele também acumula a direção financeira e de pessoal.

Nomes expostos

Como se não bastasse o escândalo ao ser divulgada a folha com os nomes dos servidores fantasmas, ficaram expostos pelo menos dez nomes de pessoas ligadas ao grupo político do ex-prefeito de Major Izidoro.
Um detalhe: o majorizidorense, diretor-geral e diretor-financeiro da Assembleia Legislativa de Alagoas, Luciano Amaral, é cunhado do deputado estadual eleito Bruno Toledo, filho do então presidente da Casa.

Recadastramento

De acordo com a Portaria nº 001/2015 da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), o prazo para o recadastramento de veículos de transporte de passageiros vai até o dia 28 de fevereiro para a renovação da licença de funcionamento.

Transporte

Segundo informações do Departamento de Transportes do órgão, o recadastramento inclui os permissionários dos serviços de transporte público de passageiros como táxi, moto-táxi, vans e ônibus que fazem o transporte coletivo intermunicipal, no perímetro urbano da cidade e que também realizam o transporte escolar e de carga no Município de Arapiraca.

Dívida ativa

O departamento informa, ainda, que a falta de renovação da licença desses veículos junto à entidade, os mesmos ficarão sob pena de multa, inclusão na dívida ativa do município e até mesmo a cassação do alvará que regulamenta este tipo de transporte.

Mobilidade urbana

Sobre a legislação municipal de transportes em Arapiraca, a prefeita Célia Rocha (PTB) informou que é dever do município gerir o sistema de transporte de maneira a aplicar os princípios da Política Nacional de Mobilidade Urbana com foco na otimização do sistema de transporte de passageiros.

Importante

“A regulação do transporte coletivo e o recadastramento destes veículos é de suma importância para manter e fortalecer as diretrizes da política de desenvolvimento urbano e garantir o funcionamento do Sistema Nacional de Mobilidade Urbana”, disse Célia Rocha.
Acidentes com motos representam mais de 90% das vítimas do trânsito atendidas na UE do Agreste

Acidentes com motos

A Unidade de Emergência Daniel Houly (UEDH), em Arapiraca, realizou mais de 46 mil atendimentos em 2014, o que reforça a sua excelência no suporte às vítimas de traumas de média e alta complexidade. Os dados do ano passado apontam também que dos 12.322 atendimentos a vítimas de acidentes de trânsito, 11.536 estavam em motocicletas ou foram atingidas por elas.

Motivos

Os números confirmam que os acidentes com motos representam 94% do total das ocorrências de trânsito. Os motivos são os mais variados, a exemplo de colisão entre motos, quedas, atropelamento, colisão entre moto e carro, moto com poste e animal, entre outros.

Rápidas

… A quantidade de atendimentos a pacientes vítimas de queda da própria altura também é crescente. Somente em 2014, foram registrados 7.711 casos. De acordo com o diretor-médico da UEDH, Celso Marcos, muitos desses pacientes procuram o hospital para ter acesso a exames mais complexos, que não são disponibilizados na atenção básica.

… “Já tivemos casos de pessoas que deram entrada alegando dores de cabeça provocadas por queda. Mas, após a realização de exames mais detalhados, detectamos tumores e outras patologias pré-existentes”, informou Celso Marcos.

… O médico alertou que esse tipo de conduta geralmente dificulta o trabalho, uma vez que os primeiros procedimentos são feitos de acordo com a alegação do paciente e como não se consegue detectar o real motivo, recorre-se a exames mais complexos e isso pode atrasar todo o atendimento

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com