domingo, 08 de dezembro de 2019

Notícias

In:

Corbyn se desculpa por discurso antissemita de Partido Trabalhista

O líder do Partido Trabalhista britânico, Jeremy Corbyn, desculpou-se por declarações antissemitas de membros de sua legenda durante a campanha eleitoral. Ele disse estar “tratando do problema”. As eleições estão marcadas para o dia 12 de dezembro.

“Obviamente, sinto muito pelo que aconteceu”, afirmou Corbyn, após o apresentador Phillip Schofield, do programa This Morning, da ITV, ter provocado o trabalhista para que ele pedisse desculpas. Corbyn tem sido atacado por opositores durante a corrida eleitoral por sua suposta omissão no caso de declarações contra judeus e sua recusa em pedir desculpas à comunidade judaica. Em uma das ocasiões, Corbyn rejeitou pedir perdão quatro vezes durante uma entrevista ao apresentador da rede BBC Andrew Neil.

Segundo o jornal The Guardian, em uma discussão com Schofield, que disse que estava dando ao trabalhista a oportunidade de pedir desculpas, Corbyn tentou falar primeiro como estava lidando com as declarações de correligionários. “Posso deixar claro que nosso partido…”, antes de ser interrompido por Schofield, que foi mais incisivo: “Não! Apenas peça desculpas!”.

Corbyn, então, repetiu: “Posso deixar claro que nosso partido e eu não aceitamos o antissemitismo de nenhuma forma”, disse. Schofield interrompeu: “Você sente muito?”, ao que Corbyn respondeu: “Obviamente, sinto muito por tudo o que aconteceu, mas quero deixar claro que estou tratando disso dentro do partido”, afirmou.

“Outras siglas também são afetadas pelo antissemitismo. Alguns candidatos foram impugnados pelos Liberais Democratas e pelos Conservadores e por nós porque não os aceitamos (0s antissemitas) de nenhuma forma”, disse o líder trabalhista.

Declarações do rabino

Sobre a declaração do rabino-chefe, Ephraim Mirvis, no fim do mês passado, segundo o qual Corbyn não estava apto para ser primeiro-ministro do Reino Unido, o líder trabalhista disse que não conversou com Mirvis. “Acho que os comentários do rabino-chefe realmente devem ser tomados pelo que são. Ele não entrou em contato comigo. Ficaria muito feliz em conhecê-lo. Muito feliz em falar com ele”, afirmou.

Questionado se “desculpe-me” era a palavra mais difícil para ele dizer, Corbyn respondeu: “Não, de jeito nenhum”. (Com agências internacionais)

Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com