domingo, 20 de outubro de 2019

Notícias

In:

Atlético de Madrid marca no fim e arranca empate com a Juventus em casa

Em um jogo equilibrado e sofrido, com a cara do Atlético de Madrid, o time espanhol balançou as redes nos instantes finais para arrancar o empate com a Juventus por 2 a 2, nesta quarta-feira, no estádio Wanda Metropolitano, pelo Grupo D da Liga dos Campeões. Hector Herrera marcou de cabeça aos 44 minutos do segundo tempo para igualar o marcador.

O duelo se encaminhava para o triunfo tranquilo dos italianos, que chegaram a abrir 2 a 0, até que o Atlético impôs forte pressão nos minutos finais e acabou buscando a igualdade. Antes, Cuadrado, com um golaço, e Matuidi, com assistência de brasileiro, colocaram a Juventus em vantagem. Savic descontara pouco depois.

Os responsáveis por balançar as redes do Wanda Metropolitano acabaram ofuscando o duelo português de gerações entre Cristiano Ronaldo e João Félix, principal reforço do Atlético para a temporada. Ambos tiveram desempenho discreto ao longo dos 90 minutos. Os destaques também ficaram por conta da defesa das duas equipes.

Pela mesma rodada, o Lokomotiv Moscou derrotou o Bayer Leverkusen por 2 a 1, na Alemanha. Grzegorz Krychowiak e Dmitri Barinov balançarm as redes pela equipe visitante. E Benedikt Höwedes, contra, descontou para a equipe anfitriã.

Em Madri, o Atlético fez valer o apoio da torcida nos primeiros minutos e encurralou a Juventus. Na melhor chance, aos 9 minutos, João Félix investiu pelo meio e bateu firme, exigindo grande defesa de Szczesny. Félix, uma das contratações mais caras da história do futebol, era a grande aposta dos madrilenhos.

Do outro lado, o também português Cristiano Ronaldo fez exibição apagada durante quase toda a partida, principalmente no primeiro tempo. Somente a partir dos 30, a Juventus começou a levar maior perigo ao gol de Oblak.

O gol, contudo, só veio no segundo tempo. Aos 2 minutos, um rápido contra-ataque com início na defesa encontrou Higuaín livre pela esquerda. O argentino hesitou, mas caprichou no passe para Cuadrado, que acertou lindo chute no ângulo direito de Oblak, praticamente sem defesa. O Atlético tentou responder aos 6, em forte chute de Thomas.

Sem o mesmo poder de fogo da Juventus, que tinha ainda Matuidi e Pjanic municiando o ataque, o Atlético sofria para chegar ao ataque. Tinha diante de si uma poderosa defesa, reforçada pelo holandês Matthijs de Ligt, zagueiro dos mais cobiçados na última janela de transferências.

Por outro lado, a equipe italiana parecia fazer pouco esforço para levar perigo. Assim, aos 19, o brasileiro Alex Sandro cruzou da esquerda e Matuidi, sem marcação, cabeceou com facilidade para as redes.

O segundo gol dos visitantes não desanimou o Atlético, que tinha os brasileiros Renan Lodi e Diego Costa entre os seus titulares. Cinco minutos depois, os espanhóis descontaram em lance ensaiado. Koke cobrou falta na área, Giménez escorou e Savic completou para as redes.

Aos 37, um lance polêmico quase mudou os rumos da partida. Bonucci acertou a mão na bola dentro da área, lance que não foi revisado pelo árbitro, apesar das reclamações ostensivas dos jogadores do Atlético.

Sem desistir, o Atlético seguia em cima. E, aos 44 minutos, um novo lance de bola parada decidiu o duelo. Koke bateu escanteio e Herrera subiu mais alto que a defesa italiana para cabecear para as redes, diante da festa da torcida espanhola.

Nos instantes finais, cada time ainda teve uma boa oportunidade para buscar a vitória, com direito a um erro incomum de Cristiano Ronaldo em finalização da entrada da área.

Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com