terça-feira, 22 de outubro de 2019

Notícias

In:

Vice-presidente do Cosems/AL participa de Congresso de Secretários de Saúde na PB

Por Assessoria

O vice-presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Alagoas (Cosems) Rodrigo Buarque, que também é gestor da pasta de Jundiá, e a vice-presidente da Região Nordeste do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), Normanda Santiago, titular da respectiva pasta em Santana do Ipanema participam até esta sexta-feira (9) do III Congresso de Secretarias Municipais de saúde da Paraíba e o IV Seminário Gilson carvalho em João Pessoa. 

O evento iniciou nessa quarta-feira (7) e conta com a participação de gestores, técnicos e profissionais da área do país, bem como participantes de outros Cosems. O Congresso tem como tema “30 anos do SUS e do Cosems-PB: Desafios e perspectivas para sustentabilidade do SUS: em Defesa da Democracia e da Vida” e contará também com a premiação da Medalha Gilson Carvalho. 

Para o vice-presidente do Cosems/AL o evento traz contribuições importantes para técnicos e gestores municipais de Saúde do Brasil todo, uma vez que os palestrantes exploram conteúdos variados que enriquecem e abrem novos horizontes para que os gestores e demais profissionais voltem para os seus Estados com ânimo renovado para trabalhar cada vez mais por uma saúde pública de qualidade para todos os usuários.

Normanda Santiago pontuou a importância da exploração de temas que têm preocupado muitos gestores municipais de saúde do país, a exemplo de Os Impactos da Judicialização da Saúde, Desafios para o Enfrentamento na Paraíba. “Nestes espaços – por meio da troca de saberes com outros profissionais – ampliamos nossa visão sobre como enfrentar esta situação e consequentemente a melhor forma de fazer o SUS acontecer nos nossos municípios”, reforçou.

Segundo ela foi destacada ainda a importância da regionalização da Saúde de acordo com as necessidades e especificidades regionais. De acordo com ela o momento é de reunir deputados e prefeitos e mostrar a importância do fortalecimento da RS. 

“Estamos enfrentando dificuldades provenientes da PEC 95 que atingem diretamente os usuários que necessitam dos serviços do SUS. É nesta perspectiva de uma visão mais ampla que os gestores têm que ver a Região e não podemos deixar de analisar a necessidade dos recursos da esfera do Estado para o fortalecimento da RS de acordo com o que os gestores pactuaram relativos aos indicadores de saúde”.

 

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com