quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Notícias

In:

Imprensa Oficial divulga resultado do Edital de Obras Não Ficcionais 2019

Por Assessoria

Pela primeira vez, a editora oficial do Estado realizou edital específico para publicações de cunho não ficcional, com o intuito de ampliar as ações de incentivo aos escritores locais, sejam alagoanos ou radicados em Alagoas. (Foto: Ascom Cepal)

A Imprensa Oficial Graciliano Ramos divulgou, nesta quarta-feira (10), o resultado do Edital de Obras Não Ficcionais 2019, destinado a produções que fogem do escopo literário, mas possuem relevância no contexto sociocultural alagoano – a exemplo dos segmentos de fotografia, culinária, biografia, ciência e livro-reportagem. A seleção contempla trabalhos inéditos de escritores alagoanos, que serão lançados na 9ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas, de 1º a 10 de novembro, no Jaraguá.

Pela primeira vez, a editora oficial do Estado realizou edital específico para publicações de cunho não ficcional, com o intuito de ampliar as ações de incentivo aos escritores locais, sejam alagoanos ou radicados em Alagoas. A partir dessa iniciativa, houve um acréscimo de 22,4% da participação dos autores nos processos seletivos apresentados pela Graciliano Ramos.

“A primeira experiência nos confirmou o sucesso da proposta, pois obtivemos 52 inscrições para essa categoria. É um grande passo, visto que, a cada ano, deixávamos de publicar ótimos trabalhos porque vários deles eram submetidos ao edital de obras literárias, onde competiam em desvantagem, já que o objetivo do certame era seleção dos melhores livros de romance, poesia, crônicas e contos”, destacou Patrycia Monteiro, coordenadora editorial da Imprensa Oficial.

Processo seletivo

A primeira etapa do processo de seleção foi realizada pelos membros do Conselho Editorial da Graciliano Ramos. “Nesta fase, os conselheiros foram incumbidos de identificar as obras mais afinadas com nossa linha editorial. Buscávamos livros que enalteciam a cultura, a arte, a história e as tradições de Alagoas. Obras capazes de despertar o interesse de leitura em um público amplo. Também eram bem-vindas aquelas que incentivavam e discutiam a diversidade sociocultural alagoana, permitindo dar voz aos que, habitualmente, não a possuem na literatura”, explicou a editora.

Já a segunda etapa da seleção consistiu na análise dos livros, feita por uma equipe multidisciplinar de pareceristas escalada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal). Os avaliadores levaram em consideração o embasamento teórico das obras, observando a correção de dados, as informações e os argumentos apresentados.

Em todas as etapas, as obras foram submetidas à avaliação sob o anonimato dos autores, de modo a reforçar a seriedade e a lisura do processo.

Novidades

De acordo com Patrycia Monteiro, diante do número expressivo de candidaturas e do alto nível dos conteúdos das obras inscritas, a Imprensa Oficial Graciliano Ramos irá manter o Edital de Obras Não Ficcionais em seu cronograma anual de atividades.

“O próximo período de inscrições será anunciado em novembro, durante a programação da editora na Bienal Internacional do Livro de Alagoas. A partir desse primeiro certame, vamos diversificar ainda mais o perfil de nossas publicações, ao mesmo tempo em que ampliamos as oportunidades para a comunidade de escritores de Alagoas”, reforçou a coordenadora editorial.

Lista dos selecionados

  1. O Dom do Segredo – A negociação do segredo ritual nas religiões afroalagoanas, de Larissa Fontes
  2. Em Pau d’Arco, muitas flores: memória, território de parentesco e fronteira étnica, de Anna Kelmany da Silva Araújo.
Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com