sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Notícias

In:

Sucessor de Bravo, Arias nega pressão extra no gol da seleção chilena

Atual bicampeã da Copa América, a seleção chilena busca o tricampeonato no Brasil com uma novidade na sua meta. Após disputar as duas edições anteriores do torneio com Claudio Bravo na função, a posição tem sido ocupada por Gabriel Arias. O goleiro, de 31 anos, do Racing, é o titular com o técnico Reinaldo Rueda e garante que não se sente pressionado pela responsabilidade de substituir uma das lendas da história recente do futebol chileno.

“Não me sinto pressionado por substituir Bravo. Sou o goleiro que o técnico confia, busco sempre melhorar e espero seguir assim”, disse Arias, nesta quarta-feira, em São Paulo, onde o Chile vai enfrentar a Colômbia na sexta, pelas quartas de final da Copa América, na Arena Corinthians.

Com nove jogos disputados pela equipe, Arias é uma das peças que Rueda tem utilizado em uma renovação gradual da seleção chilena, após o fracasso na busca por uma vaga na Copa do Mundo de 2018. O goleiro possui longa trajetória no futebol da Argentina, onde nasceu – ele se naturalizou chileno, em cujo futebol teve uma breve passagem no ano passado, pelo Unión La Calera. E o ano de 2019 vem sendo marcante para ele, afinal, foi campeão argentino pelo Racing. E agora defende o Chile na Copa América.

O confronto desta sexta, inclusive, marca um retorno para Arias, afinal, ele atuou pelo Racing na Arena Corinthians em fevereiro, pela Copa Sul-Americana – a partida terminou empatada por 1 a 1, assim como o duelo de volta, na Argentina, onde o time paulista avançou de fase no torneio continental.

Embora tenha se classificado às quartas de final da Copa América com uma rodada de antecedência, após triunfos sobre Japão (4 a 0) e Equador (2 a 1), a seleção chilena recebeu críticas pelo seu desempenho na derrota por 1 a 0 para o Uruguai, no Maracanã, resultado que a fez perder a liderança do seu grupo. Arias prometeu, porém, que sua equipe será mais forte nesta sexta-feira. “Tivemos vários dias para corrigir os erros. Temos que seguir trabalhando”, disse.

Para seguir em busca do tricampeonato da Copa América, o Chile precisará superar a única seleção que venceu os três jogos que disputou na fase de grupos. Além disso, assim como o Brasil, a Colômbia também ainda não foi vazada. Por isso, Arias pediu precisão aos seus companheiros. “Temos que ter paciência no momento de definir e fazer uma grande partida”, afirmou.

A seleção chilena treinará nesta quarta e quinta-feira no CT do São Paulo na Barra Funda. Na sexta, o duelo com a Colômbia está marcado para começar às 20h.

Autor: Leandro Silveira
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com