segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Notícias

In:

Bancada Feminina conhece Casa da Mulher Brasileira, em Campo Grande

Por Assessoria

Bancada Feminina na Assembleia Legislativa, estiveram em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, para uma visita técnica à Casa da Mulher Brasileira (CMA)

As deputadas Ângela Garrote, Fátima Canuto e Flávia Cavalcante, três das cinco representantes da Bancada Feminina na Assembleia Legislativa, estiveram em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, para uma visita técnica à Casa da Mulher Brasileira (CMA). A viagem da comissão, também integrada pelo juiz Paulo Zacarias e pelas servidoras do TJ/AL, Erika Lima e Juliana Pimentel, é um desdobramento das metas estabelecidas durante sessão especial no Parlamento alagoano, que tratou da violência contra a mulher.

Segundo a deputada Ângela Garrote, é necessário fazer a integração dos serviços públicos oferecidos para as mulheres que se encontram em estado de risco e fragilizadas em decorrência de diversos tipos de violência que sofrem diariamente. A parlamentar reafirmou o compromisso em trazer para Alagoas a Casa da Mulher Brasileira. “Daremos dignidade para as mulheres alagoanas, que serão acompanhadas da melhor forma e terão a autoestima renovada. Um dos lugares que mais precisa de uma CMA é Alagoas”, afirmou.

De acordo com a parlamentar, a ideia inicial é implantar a Casa da Mulher Brasileira no primeiro andar do Juizado da Mulher de Maceió, que funciona na Praça Sinimbu, no Centro da nossa Capital. Num só espaço serão concentrados serviços fundamentais: delegacias especializadas de atendimento à mulher, juizados e varas, defensorias, promotorias, além de uma equipe formada por assistentes sociais, sociólogas e educadoras.

“Estamos de mãos dadas, lutando por um único objetivo, onde os maiores beneficiados serão as famílias alagoanas. A bancada feminina está tendo uma atuação forte no parlamento e o Poder Judiciário já abraçou a causa. Queremos mulheres empoderadas, que possam produzir, que venham contribuir para uma sociedade mais justa, que possam, ao lado dos seus maridos, contribuir para que sua família tenha condição de vida melhor”, concluiu.

Para a deputada Flávia Cavalcante, o projeto, de referência nacional, conta com unidades de atendimento da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), equipe multidisciplinar (psicólogas e assistentes sociais), Promotoria e Defensoria Pública e a Vara de Medidas Protetivas, além de abrigo de passagem, brinquedoteca e o disk 180.

“Acredito que as mulheres irão se sentir mais seguras para denunciar os seus agressores, porque existe todo o acompanhamento necessário, desde o jurídico até o psicossocial. Precisamos fortalecer as mulheres, para que os índices de violência doméstica diminuam em nosso Estado”, ressaltou.

Flávia acredita que este é o melhor caminho para a prevenção da violência contra mulher porque é possível ver que a Lei Maria da Penha está sendo concretizada. “A presença do Dr. Paulo Zacarias é muito importante, assim como das servidoras do TJ/AL isso reforça que os poderes estão unidos em prol da mulher alagoana”, comemorou.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com