domingo, 15 de setembro de 2019

Notícias

In:

‘Quem tem a razão não berra, faz a questão de ordem’, diz Francischini

Por Adriana Fernandes e Idiana Tomazelli

Numa mudança de postura, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Felipe Francischini (PSL-PR), disse que não vai aceitar gritos da oposição na sessão de votação da reforma da Previdência.

“Isso daqui não é feira”, afirmou o presidente, que adotou um estilo mais duro e incisivo do que nas sessões anteriores de discussão da reforma, que foram marcadas por muita gritaria, bate-boca e tumulto entre oposicionistas e deputados da base aliada.

Elevando a voz e batendo a mão na mesa, Francischini disse que não abriria mais o microfone.

“Quem tem a razão não berra, faz a questão de ordem. Se tivessem embasamento jurídico, falariam um de cada vez”, reagiu o presidente da CCJ diante de novas tentativas de parlamentares da oposição para suspender a votação até que o governo envie os dados de impacto da reforma.

Em meio à gritaria da oposição, Francischini pediu aos deputados: “Vossas excelências parem de urrar e gritar”.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com