domingo, 26 de Maio de 2019

Notícias

In:

HE do Agreste aplica metodologia inovadora na Residência Médica

Por Assessoria

Iniciada no dia 1º de março deste ano, pela primeira vez na história da maior unidade de saúde do interior de Alagoas, a Residência Médica do Hospital de Emergência do Agreste, em Arapiraca, está adotando a Metodologia Ativa, que é um processo inovador para a instrução  dos profissionais recém-formados na área da medicina no Brasil.

O anestesiologista Rafael Martins, que é presidente da Comissão de Ética Médica do HE do Agreste, revela que a metodologia aplicada coloca o hospital na vanguarda, uma vez que a instrução é baseada na orientação das Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN), preconizada pelo Ministério da Educação (MEC).

“Essa metodologia é mais voltada para a prática médica e, outra inovação, é que temos o auxílio da pedagoga Djenane Costa”, explica Rafael Martins, acrescentando que o médico-residente é avaliado todos os dias em suas habilidades e capacidade cognitiva, entre outras observações.

De acordo com o edital, publicado no ano passado, o hospital ofertou três vagas do Programa de Residência Médica para as áreas de Emergência Pediátrica, Medicina de Emergência e Anestesiologia.

Rafael Martins falou do total apoio da diretora-geral, médica Regiluce Santos e equipe, bem como da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) no programa de Residência Médica, que tem o nome da senhora Maria de Los Mercedes Gregório Martin de Azevedo, num reconhecimento ao empenho e dedicação a serviço da anestesiologia.

Ele adiantou que, inicialmente, o programa começou pela anestesiologia e, em seguida, serão preenchidas as vagas nas outras duas áreas.

Para o médico-residente Egídio Lima, de 32 anos de idade, formado em Medicina pela Universidade Estadual de Pernambuco (UPE), a experiência está sendo muito proveitosa, no Hospital de Emergência Daniel Houly, em Arapiraca.

“No início, fiquei preocupado pelo fato de ser a primeira residência aqui no hospital, mas estou percebendo avanços e será muito útil para mim e para a unidade a prática e essa troca de conhecimentos”, afirmou.

Rafael Martins disse que o Programa de Residência Médica do HE do Agreste está em consonância com a Resolução 2.174/2018 e terá duração de três anos, conforme prevê a regulamentação do MEC.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com