terça-feira, 26 de Março de 2019

Notícias

In:

Projeto de humanização do HE do Agreste acompanha pacientes após retorno para casa

Por Assessoria

A volta para a residência é um dos maiores desafios para familiares, cuidadores e pacientes que ficaram com algum tipo de sequela após o período de internação nas unidades de saúde.Por conta disso, o Hospital de Emergência Daniel Houly, em Arapiraca, está adotando um projeto pioneiro de humanização, com o acompanhamento dos pacientes em suas residências após a alta médica.

Denominado Preparando a Volta, o projeto recebe a dedicação da gerente-geral do HE do Agreste, médica Regiluce Santos, e inclui a capacitação de familiares e cuidadores. Todo o acompanhamento é feito por uma equipe multidisciplinar que conta com médicos, psicólogos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, nutricionistas, cirurgiões, assistentes sociais e enfermeiros, com o apoio da professora-doutora Ana Paula Nogueira, da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), campus de Arapiraca.

O objetivo do projeto é preparar a adaptação do ambiente familiar à rotina e às novas necessidades do paciente que sofreu algum tipo de lesão grave ou funcional, que permanece mesmo depois de completada a evolução clínica, para que o indivíduo tenha assegurado um cuidado humanizado em sua residência.

Os profissionais de saúde do HE do Agreste, em parceria com a Ufal, já iniciam o trabalho no próprio hospital, capacitando familiares e cuidadores ainda durante o processo de internação, para, em seguida, promover a visita domiciliar, verificando as condições do ambiente na residência e, com isso, identificar as adaptações necessárias à nova situação do paciente.

Segundo revela a psicóloga Mônica Leal, a equipe do projeto Preparando a Volta também aciona as secretarias municipais de Obras, Saúde, Assistência Social e outros órgãos públicos para viabilizar as condições necessárias, a exemplo de melhorias na estrutura dos imóveis, aquisição de cadeira de rodas, órteses, próteses ou outro tipo de assistência, a fim de que os familiares e cuidadores possam proporcionar uma atenção mais humanizada aos pacientes nas residências.

Morador da cidade de São Sebastião, no Agreste alagoano, o idoso Elizeu José dos Santos, de 86 anos, é um dos pacientes atendidos pela equipe do projeto de humanização do Hospital de Emergência Daniel Houly.O ancião foi vítima de queda da própria altura e sofreu grave fratura no fêmur. Ele passou vários dias internado e em tratamento médico especializado. Devido à idade avançada, Elizeu José ficou com sequelas no movimento das pernas.

Ele está recebendo total atenção dos profissionais de saúde do HE do Agreste, que, periodicamente, acompanham a evolução do paciente. “A recuperação do meu avô está evoluindo. Gostei muito desse projeto porque os médicos e os outros profissionais são muito atenciosos e simpáticos. Sinto mais segurança e confiança na melhora do estado de saúde do meu avô”, afirmou Sandrely dos Santos, neto de Elizeu.

A equipe é formada pelos médicos Pedro Macile, Sheyla de Amorim e Giane Lima; os psicólogos Mônica Leal e Fabiano Leirias; os assistentes sociais Rodrigo Barbosa, Maria do Carmo Silva, Laura Priscila, Fabrisia Amaral e Silvana Amorim; a fonoaudióloga Bárbara Albuquerque e os fisioterapeutas Marcos Humberto Protázio, Raíssa Barbosa e Valeska Sarmento, bem como a enfermeira Daiana Rodrigues

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com