domingo, 15 de setembro de 2019

Notícias

In:

Erros de trade marketing impactam diretamente nas vendas do varejo.

Por Redação

Falta de indicadores, PDVs mal cuidados e não aproveitar os espaços físicos das lojas estão entre os principais erros da gestão de trade marketing.

As ações e estratégias de trade marketing dependem de uma gestão eficiente. E, para que as atividades envolvendo o setor sejam capazes de gerar os resultados esperados pela organização, é preciso evitar certos equívocos, como falta de controle de estoque, falta de indicadores e PDVs mal cuidados.

Com a ajuda de um sistema de trade marketing é possível monitorar as ações da área e ainda levantar dados para definir um plano de ação para trabalhar na solução dessas questões.

Neste artigo, vamos abordar os 5 erros de trade marketing para serem evitados. Falaremos, ainda, sobre como um sistema e um app de trade marketing podem ajudar a identificar e solucionar esses problemas:

1. Não fazer o controle de estoque

O monitoramento para a identificação da ruptura do estoque no varejo é um dos pontos mais sensíveis da gestão de trade marketing. Isso porque, se o cliente não encontra o produto na gôndola, pode substituir a marca. Com isso, a empresa perde em faturamento.

Para absorver essa demanda é preciso fazer o planejamento de reposição dos itens mais procurados no PDV. Para garantir esse controle, conte com a ajuda de um app de trade marketing.

2. Falta de zelo no PDV

A falta de zelo é um erro grave quando o assunto é posicionamento de produtos no ponto de venda. Um ambiente sujo, com mercadorias amassadas ou vencidas, falta de sinalização e precificação derrubam qualquer estratégia de venda no varejo.

Por isso, é importante instruir a equipe para que o ambiente esteja sempre limpo e muito bem cuidado, com os produtos nas devidas categorias e também em pontos extras da loja, com boa iluminação e identificados de forma correta.

3. Não definir indicadores e acompanhá-los

Quando a gerência de trade marketing ignora a gestão baseada em dados e indicadores, corre o risco de amargar ações malsucedidas, consequentemente tendo prejuízos.

Para uma gestão eficiente, é preciso definir indicadores de performance e, principalmente, acompanhá-los de perto. É importante ressaltar que esses indicadores precisam ser compartilhados com toda a equipe, em especial com o time de campo, responsável por executar as estratégias e coletar dados no varejo.

4. Não aproveitar o espaço físico das lojas

Quando a gestão de trade marketing ignora a possibilidade de conquistar pontos extras, a negociação estratégica do produto na gôndola não gera visibilidade para o produto no PDV. Com isso, perde vendas!

Portanto, é necessário ficar atento a essas questões. Uma ação planejada com inteligência é decisiva para a jornada de compra do shopper.

5. Não usar um app de trade marketing para gerenciar o trabalho

Com um app de trade marketing, a equipe de promotores coleta os dados no PDV com maior rapidez e a gestão pode identificar de forma ágil se as estratégias traçadas estão sendo executadas corretamente.

Além disso, é possível fazer uma gestão baseada em dados: o pessoal do backoffice copila as informações recebidas pela equipe externa e cria relatórios que facilitam a tomada de decisão por parte da gestão.

Logo, a coleta dos dados no PDV pode ser feita com a ajuda de um app de trade marketing integrado a um sistema, que facilita o trabalho de Business Intelligence da área, ajudando a trazer mais efetividade para as ações do setor e antecipando-se a erros primários de execução.

Como vimos ao longo deste texto, os erros mais comuns da gestão de trade marketing podem ser evitados com o devido acompanhamento, que pode ser feito em tempo real com a ajuda de um app de trade marketing, ferramenta fundamental para viabilizar esse processo de gerenciamento das ações no PDV.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com