terça-feira, 25 de junho de 2019

Notícias

In:

Tese Acadêmica

Por Laurentino Veiga

O dinâmico presidente do Conselho Regional de Economia (CORECON/AL), Economista Marcos Antônio Moreira Calheiros, no uso de suas atribuições estatutárias INSTITUIU  a Portaria n° 5/2018, datada de 4 de junho do ano fluente, NOMEANDO COMISSÃO JULGADORA DO 6° Prêmio de Estímulo ao Estudante de Economia 2018, com o referendum do COFECON/DF, COMPOSTA DOS SEGUINTES ECONOMISTAS: José Alex Tenório da Costa ( Presidente), Mário Humberto Lima Silva, Lívia Patrice Rodrigues Gomes e Laurentino Rocha da Veiga ( membros).

Reunidos na Casa do Economista, a Equipe se debruçou em dois trabalhos acadêmicos apresentados pelos estudantes da Faculdade  de Economia,Administração e Contabilidade – FEAC – da Universidade Federal de Alagoas, a saber: As Comparações das Crises de 1929 e 2008 nos Estados Unidos de autoria de Gabriel Silva, Pseudônimo; Nelson Mandela. Obtendo, portanto, primeiro lugar com a nota 9,95. No segundo lugar, O Pré-Sal e o Mito do Desenvolvimento Econômico de Elivan Thiago. Pseudônimo: Edvaldo Carneiro. Auferiu a nota 9,54. Diga-se, de passagem, dois trabalhos à altura das exigências do Certame promovido pelo CORECON/AL. Como Conselheiro efetivo considerei a TESE ACADÊMICA vencedora que apresentou melhor performance tanto no conteúdo programático como no conteúdo propriamente dito.

A TESE ACADÊMICA do estudante Gabriel Silva, por sua vez, teve como “ Objetivo central analisar e comparar as recentes crises do sistema capitalista nos Estados Unidos, tendo como norte teórico a visão Keynesiana. Usamos o método dialético, sem aplicabilidade prática e com uma abordagem ao problema de forma qualitativa. Podemos ressaltar a importância  das políticas  econômicas baseadas na ideologia de Keynes E em ambas as crises, considerando que houve facilidade maior na recessão de 2008, pois o pensamento Keynesiano já estava difundido no mundo. Uma das principais conclusões do trabalho foi que ambos os eventos aconteceram por conta  de um nível de confiança  alto dos agentes  em relação  ao mercado de ativos, com grande desregulação  financeira , que se agravou  pelas respostas  das políticas monetária e fiscal nos  dois momentos , que no caso da grande depressão foi menos eficaz que na crise do subprime, em virtude da limitação  PRESENTE COM O PADRÃO OURO.Porém, vale salientar que ambas podem ser consideradas episódios trágicos da era capitalista, pois afetou não só o mercado financeiro, como a população do mundo”.

Aos leigos às Ciências Econômicas, John Maynard Keynes tirou o Mundo Ocidental da Grande Depressão de 1929. Nasceu em 1883, ano que morreu Marx.Faleceu em 1946, ano que nasci na minha querida Paulo Jacinto.Lançou, portanto, em 1936 A Teoria Geral do emprego , do Juro e da Moeda que revolucionou o mundo acadêmico, e, ao mesmo tempo, tornou.o  maior economista do século XX.Teve sua grande Teoria escrita no Alemão, na edição japonesa, Francesa,e noutras línguas neolatinas.Analisou os postulados da Economia Clássica, O Princípio da Demanda Efetiva, a Expectativa como Elemento Determinante do Produto e do Emprego,definiu renda, poupança e Investimento, Custo de Uso, A Propensão a Consumir, A Propensão Marginal a Consumir e o Multiplicador, a Eficiência Marginal do Capital, O Estado da Expectativa a Longo Prazo, A Teoria Geral da Taxa de Juros, Apêndice Sobre a Taxa de  Juros em “ Principles of Economics” de Marshall, em “ Principles of Political Economy” de Ricardo e em Outras obras.Parabenizo o vencedor do Certame, incentivando-o a leitura do livro  do Lord Keynes.Ademais, felicito o presidente Marcos Calheiros por incentivar as novas gerações de economistas o despertar pela ciência severa da Escassez.O Brasil Novo do presidente eleito Jair Bolsonaro, por certo, precisará da contribuição desse dedicado estudante de Economia. Organização: Francis Lawrence.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com